Estado

Foto: Divulgação João Oliveira participou da inauguração da Unidade Otávio Lage João Oliveira participou da inauguração da Unidade Otávio Lage

O vice-governador do Tocantins, João Oliveira, representando o governador Siqueira Campos, participou na última sexta-feira, 2, da inauguração da Unidade Otávio Lage de refinamento de etanol e Codora Energia Ltda, cogeradora de energia da Usina Jalles Machado, localizada em Goianésia (GO).

A cerimônia de inauguração contou com a presença do governador de Goiás, Marconi Perillo, de autoridades estaduais, federais e municipais, de lideranças locais, de empresários e representantes de entidades do setor sucroenergético, de empresas que atuaram no projeto ou contribuíram para a sua realização, de colaboradores da Jalles Machado e da Unidade Otávio Lage e da Codora Energia Ltda, além de pessoas parceiras da empresa e da comunidade local.

A expectativa do grupo Otávio Lage é que a refinaria processe este ano 650 mil toneladas de cana-de-açúcar, o que significará 57 milhões de litros de etanol e a geração de 40Mwh de energia a partir da queima do bagaço da cana, gerando empregos, sendo que hoje já emprega 1.500 pessoas de forma direta.

Os convidados visitaram a indústria e conheceram uma das mais modernas plantas industriais do setor sucroenergético nacional e toda a tecnologia utilizada no empreendimento. Logo após o governador Marconi Perillo descerrar a placa de inauguração do novo complexo industrial e fazer o acionamento simbólico da base operacional da refinaria, foram realizadas várias homenagens a funcionários e membros da família, em especial à viúva de Otávio Lage, Marilda Fontoura de Siqueira, prestada pelo filho Jalles Fontoura.

Para o vice-governador João Oliveira, Goiás tem se destacado no tocante à industrialização em decorrência da boa gestão do governador Marconi Perillo e da articulação que ele tem na cúpula brasileira de empreendedores do mundo inteiro. O vice-governador tocantinense afirmou ainda que fica “orgulhoso em saber que a divisão dos Estados de Goiás e Tocantins foi algo que deu praticidade para as gestões e melhor aproveitamento de seus potenciais, elevando de forma acentuada o PIB dos dois estados”, disse. (Secom)