Meio Ambiente

Foto: Divulgação

Na última terça-feira, após uma denúncia, a Policia Militar Ambiental se deslocou até a Região do Mucambo, Fazenda Baliza e outras no município de Paranã (TO) para averiguação de uma suposta extração ilegal de minério.

Chegando ao local, os militares fizeram uma busca, onde se verificou que havia extração de recursos minerais. Foram encontradas algumas máquinas (retro escavadeiras e caçambas), além de peneiras grandes utilizadas para retirar as pedras contendo o elemento Manganês (Mn), na ocasião observaram-se também algumas pedras já prontas para o transporte.

Quando questionado a respeito da documentação para retirada de tal metal, F. B. Penha, responsável pela área, afirmou que havia dado entrada na documentação, porém nada nos foi apresentado. Diante dos fatos o responsável foi autuado por extração ilegal de recursos minerais, manganês – Mn, no valor de R$ 3.000,00 (três mil) reais de acordo com o art. 63 do Decreto Federal 6.514/08 e autuado em R$ 20.000, 00 (vinte mil) reais, por se tratar de extração em Área de Preservação Permanente (APP), como rege o artigo 45 do decreto já mencionado.

Segundo o Comandante da Policia Militar Ambiental, tenente cel. Félix, crimes ambientais como este, causam enormes impactos para o meio ambiente, e por esse motivo fiscalizações dessa natureza sempre estarão acontecendo no intuito de coibir esses crimes ambientais. (Ascom Cipama)