Bastidores

Foto: Divulgação

Depois de anunciar, na semana passada, que se licenciaria por motivos de saúde, o presidente da Assembleia Legislativa, deputado Raimundo Moreira (PSDB) desistiu de se afastar do cargo. O próprio deputado confirmou a informação na manhã desta terça-feira, 13 e informou que, seu tratamento de saúde não justificaria um afastamento de suas funções na Casa de Leis.

Moreira, que luta contra um câncer na próstata, havia informado, na última semana, que precisaria passar por uma cirurgia para retirada do tumor, uma vez que as duas últimas intervenções no local não haviam surtido o efeito esperado. No entanto, nesta manhã, ele mesmo informou que este tratamento não seria o suficiente para que ele saia da Casa.

Contudo, nos corredores da Assembleia, caminha a informação de que a solicitação para que o presidente da Casa permaneça nas suas funções, partiu diretamente do governador Siqueira Campos (PSDB). É que, com a saída do presidente, quem assumiria a cadeira da presidência é o deputado Eli Borges (PMDB), que faz parte da bancada de oposição, deixando toda a Mesa Diretora da Casa composta por parlamentares contrários à gestão de Siqueira Campos.

Dentro deste contexto, a bancada oposicionista ficaria em franca vantagem nas votações de matérias importantes, como , por exemplo o Plano Plurianual (PPA), que tem sido discutido em diversas cidades do Estado, através do programa Agenda Tocantins, do governo estadual.