Economia

Foto: Divulgação

O Sistema Fieto - Federação das Indústrias do Tocantins realizou nessa terça-feira, 13, na sala de capacitações do Sindicado da Indústria da Construção Civil- SINDUSCON/TO, o módulo temático Infraestrutura. O objetivo geral do curso, que integra o Programa de Desenvolvimento Associativo - PDA, executado pela Fieto em parceria com a Confederação Nacional da Indústria- CNI, foi informar, debater e estimular as lideranças sindicais a defenderem os interesses do setor industrial no âmbito das políticas públicas da infraestrutura.

Com foco na gestão energética, o curso gratuito expos problemas e oportunidades de atuação empresarial para o avanço do setor. O conteúdo programático foi dividido em cinco etapas: matriz elétrica no Brasil e no mundo, organização do setor elétrico brasileiro, tarifas de energia elétrica, energia competitiva e eficiência energética.

Ministrado pelo mestre em Engenharia Mecânica pela Universidade de Brasília (UNB), Rodrigo Sarmento Garcia, o curso provocou um debate acerca de assuntos relacionados ao peso dos tributos, encargos sobre as tarifas e seus impactos sobre a competitividade da indústria.

Carlos Augusto Suzana, presidente do Sindicato das Indústrias Beneficiadoras de Arroz do Estado do Tocantins - SINDIATO frisou a importância do debate voltado para o consumo de energia. “Um dos pontos para a discussão é como fazer para diminuir o consumo de energia. É importante que os líderes sindicais e empresários sejam orientados, principalmente com relação aos recursos oferecidos pela CNI”, disse.

Perfil do palestrante

Rodrigo foi coordenador de Eficiência Energética e Assistente da Coordenadoria Geral de Tecnologia da Energia do Ministério de Minas e Energia - MME, atualmente coordena o programa de eficiência energética da CNI e é responsável pelo acompanhamento de políticas energéticas (eletricidade e combustíveis) e impactos sobre a competitividade da indústria nacional. (Ascom Fieto)