Campo

Foto: Junior Veras

Com a presença de produtores rurais da região, empresários do setor, pesquisadores e consultores do Instituto do Arroz do Rio Grande do Sul, da Embrapa e do Ministério da Agricultura, teve início na manhã desta quinta-feira, 15, no município de Lagoa da Confusão, a 220 km de Palmas, o 6º Seminário da Cadeia Produtiva do Arroz no Tocantins.

Ontem à tarde, como parte da programação do evento, os participantes tiveram a oportunidade de acompanhar a aplicação aérea de defensivos agrícolas em uma fazenda próxima cidade. A aula prática foi ministrada pelo engenheiro agrônomo Eugênio Schroder, que destacou ser essa uma atividade muito forte no Brasil, que depois dos Estados Unidos possui a segunda maior frota de aviões agrícolas do mundo, com mais de 1.500 aeronaves.

“Como nós produzimos grãos em grandes extensões a aviação agrícolas é bastante apropriada para esse tipo de aplicação”, afirma Schroder, acrescentando que as principais vantagens da utilização de aeronaves na agricultura são a rapidez, a precisão e uniformidade da aplicação, além do custo, que segundo ele é compatível com o custo da produção.

Na parte da manhã desta quinta-feira as atividades prosseguiram no Centro de Convenções de Lagoa da Confusão onde estão acontecendo as palestras. Ao abrir oficialmente o seminário, o empresário Carlos Augusto Suzana, presidente do Sindicato das Indústrias Beneficiadoras de Arroz do Estado do Tocantins – SINDIATO, e vice-presidente da Federação das Indústrias – Fieto, destacou que além de ser um fórum de discussão dos problemas enfrentados pelo setor, a iniciativa contribui para o aumento da produtividade e qualidade do arroz produzido no estado, bem como para o desenvolvimento econômico da região.

Na ocasião, o empresário Carlos Suzana manifestou também a sua preocupação com a queda no consumo de arroz no Brasil, e que atribui parte da culpa às dietas para emagrecimento, que terminam, segundo ele, por retirar o alimento do cardápio das pessoas que fazem regime.

Já o prefeito de Lagoa da Confusão, Neto Lima, salientou que “eventos desta magnitude colocam o principal produto do município em destaque nacional, fazendo com que o Tocantins se torne referência em produção de arroz no Brasil. Terá sempre total apoio na nossa gestão", garante.

Várias palestras estão programadas para o período da tarde desta quinta-feira e amanhã até o meio dia, quando o 6º Seminário da Cadeia Produtiva do Arroz no Tocantins será encerrado.

Confira Programação

15/09

8h – Inscrição

8h30 – Abertura oficial

9h15 – Palestra sobre Legislação para Produção e Comercialização de Semente e Mudas.

Palestrante: Agrônomo José Neumar Francelino – Coordenador geral de sementes e mudas do MAPA.

10h15 – Coffee break

10h30 – Palestra: Controle Higiênico Sanitário nos Produtos Vegetais.

Palestrante: Agrônomo André Bispo de Oliveira – Fiscal Federal Agropecuário – MAPA.

12h – Intervalo

14h – Palestra: Sistema de Produção: Manejo de Adubação – Aplicação de Nitrogênio e Combate a Ervas Daninhas.

Palestrante: Agrônomo Masc Valmir Gaedke Menezes – Técnico do IRGA – Instituto do Arroz; Doutor Expedito Alves Cardoso Professor e Pesquisador da UNITINS AGRO.

16h – Coffee break

16h15 – Palestra: Perspectiva da Orizucultura no Tocantins.

Palestrante: Jaime café de Sá – Produtor de arroz no Tocantins.

17h15 – Proposta de Agenda Estratégica da Cadeia Produtiva do Arroz no Tocantins.

Apresentação: Vicente de Paula – Assessor Técnico da Federação das Indústrias do Estado do Tocantins – FIETO.

18h – Encerramento.

16/09

8h – Palestra: Custo de Produção do Arroz no Tocantins.

Palestrante: Agrônomo e Produtor Marcelo Jardim.

8h40 – Palestra: Produtos Alternativos do Arroz.

Palestrante: Dr. Eduardo da Costa Eifert = DSC Pesquisador da Embrapa Arroz e Feijão.

9h40 – Coffee break.

10h – Palestra: Situação da Cadeia Produtiva do Arroz no Brasil – Mercado nacional e Internacional – Qualidade de Grãos e Exigências do Mercado.

Palestrante: Agrônomo, Professor e Consultor de Mercados Agrícolas – Vlamir Brandalizze.

12h – Encerramento. (Ascom Fieto)