Campo

Foto: Divulgação

No último dia 17 de setembro, durante a realização da IV Feira da Agricultura Familiar e I Encontro das Comunidades Quilombolas da Região Sudeste do Tocantins, em Arraias, aconteceu o lançamento do livro “Cultura Quilombola na Lagoa da Pedra, Arraias – Tocantins”, do jornalista e teólogo Wolfgang Teske. A obra traz uma análise profunda dos rituais, símbolos e manifestações culturais da comunidade, além de destacar com propriedade o trabalho desenvolvido pelo Instituto de Desenvolvimento Rural do Tocantins – Ruraltins, junto aos moradores da Lagoa da Pedra.

O autor dedicou cinco páginas da publicação (páginas 123 a 128) para descrever em detalhes a implantação do projeto ”Horta Circular Mandala”, na comunidade. Nesse tipo de sistema, num mesmo espaço são plantados diversos tipos de hortaliças e espécies frutíferas, no centro há um reservatório de água para criação de peixes, sendo que ao redor podem ser criados pequenos animais.

O projeto aplicado e acompanhado pelo Ruraltins provocou uma profunda transformação na vida dos moradores da comunidade, tanto na ordem social quanto econômica. Como descreve o próprio autor, além de promover a organização interna, a iniciativa melhorou a qualidade de vida, a alimentação e a questão econômica, visto que a comunidade comercializa o excedente. “Por mês vendemos em torno de R$ 2 mil, em frutas e verduras, o dinheiro arrecadado é distribuído entre os participantes”, comenta o quilombola, Ruimar Antônio de Farias.

O diretor de Desenvolvimento Rural do Ruraltins, Valdivino Fraga de Melo, disse que a obra é uma forma de reconhecimento e incentivo. “Isso mostra que estamos no caminho certo. Vamos , cada vez mais, trabalhar para dar condições aos agricultores familiares de produzir de maneira sustentável e viver com dignidade”, complementa.

Para o presidente do Ruraltins, Olimpio Mascarenhas, o livro fortalece o trabalho já desenvolvido na comunidade como um todo. “A promoção social é o principal objetivo do nosso trabalho. Nossa missãoé contribuir de forma participativa para o desenvolvimento rural sustentável, garantindo assim a permanência do homem no campo ”, destaca

Segundo Wolfgang Teske, o livro “Cultura Quilombola na Lagoa da Pedra – Tocantins” é a primeira obra de um autor do Tocantins a ser publicada pela editora do Senado Federal. “O Conselho Editorial do Senado, só edita obras de valor relevante para a compreensão da história política, econômica e social do Brasil. Esperamos que o livro traga políticas públicas que possam assegurar a cidadania da comunidade”, afirma.

A obra “Cultura Quilombola na Lagoa da Pedra – Tocantins” já foi exposta na Flit - Feira literária Internacional do Tocantins, em Palmas e na Bienal do Rio de Janeiro no início do mês setembro. O livro também será apresentado na Feira do Livro de Belém (PA), Porto Alegre (RS), Recife (PE), Salvador (BA) e nos estados de Alagoas e Acre. Até o final deste ano, a publicação será lançada no Senado Federal. (Ascom Ruraltins)