Educação

Foto: Divulgação

O Centro de Defesa dos Direitos da Criança e do Adolescente - Cedeca “Glória de Ivone” por meio do Projeto “Ciranda de Direitos” apoiado pela Petrobrás, reuniu cerca de 300 adolescentes no município de Paranã, a 360 km de Palmas, na noite desta segunda-feira, 26. No encontro foram apresentados os trabalhos resultantes das Oficinas de Protagonismo Juvenil realizadas pela ONG em parceria com a Secretaria de Educação Municipal.

Alunos do 7º ano da Escola Municipal Soldadinho de Jesus apresentaram peças de teatro, palestras e micro VT’s com o tema “Na Real, Gravidez na Adolescência não é legal”. Foram abordadas questões como prevenção/conscientização da gravidez precoce, educação sexual e protagonismo juvenil. “Os adolescentes tem que saber que as decisões que tomam hoje refletirão no seu futuro. O tema da gravidez foi eleito pelos próprios alunos e eles souberam desenvolver muito bem este trabalho”, frisou Elizabeth Siqueira, representante do Cedeca TO.

Para o projeto são considerados adolescentes meninos e meninas com idade entre 12 a 19 anos. A aluna Amanda Pereira da Paixão, de 13 anos, as palestras e o teatro foram ótimas ferramentas de conscientização. “Eles falaram sobre gravidez de um jeito simples, e ensinaram a gente a se prevenir, a pensar no futuro;” declarou a adolescente.

A secretária Municipal de Educação, Augusta Cássia Arvelos, falou da importância da família no período da adolescência. “As crianças precisam de apoio, de diálogo, estão vivenciando mudanças no corpo e na mente, os pais precisam participar ativamente deste processo, dialogar com seus filhos para que eles não cometam erros.” afirmou a secretária.

O promotor de Justiça de Paranã, Décio Gueirado Junior, destacou a importância do trabalho conjunto entre sociedade civil, poder público e entidades como o Cedeca. “Estes eventos proporcionam o diálogo com as crianças e adolescentes; a presença destas entidades e poderes aqui representados fortalece os laços de proteção e previnem graves problemas que poderiam ser encaminhados à Promotoria Pública, Defensoria e até mesmo a Polícia” explicou o Promotor.

Estavam presentes no evento alunos do Colégio Estadual Desembargador Virgilio de Melo Franco, Escola Estadual Euclides Bezerra Gerais, Escola Mul.Floracy Bonfim Pereira de Araújo e Escola Municipal Soldadinho de Jesus, vereadores, secretários municipais e comunidade em geral.

Projeto “Ciranda de Direitos”

O projeto Ciranda de Direitos tem como objetivo promover o combate e o enfrentamento da exploração sexual de crianças, adolescentes e famílias por meio de ações de prevenção primária, secundária e terciária que garantam a proteção integral.