Geral

Foto: Divulgação

A duas semanas do 2º Leilão Pecuária Solidária, voluntários e familiares de crianças atendidas pela Creche Espírita Maria Madalena, em Gurupi (Sul do Estado), já planejam, com expectativa e ansiedade, como serão utilizados os valores da doação do evento, marcado para 15 de outubro, em Palmas. A inclusão da entidade na lista de beneficiadas já foi motivo de comemoração. “Graças a Deus tem gente que não só pensa em fazer, mas realmente pratica solidariedade, como é o caso de todos doadores e parceiros do leilão representados pelo leiloeiro Eduardo Gomes. "Vocês não imaginam como vai ser bem-vindo e útil a doação”, celebrou a presidente da instituição, Arlene Maria Passos.

Com 39 anos de existência, a creche atende 276 crianças em período integral com educação, três refeições, além de atendimentos médico, odontológicos, entre outros. “Tudo graças a doações, solidariedade de empresários e iniciativas maravilhosas e divinas como essa do leilão”, fez questão de ressaltar Arlene. Com o montante doado, a ideia é reformar os banheiros, cozinha, refeitório e ampliar as salas de aula para atender, ao todo, 500 crianças. “Essa é a nossa meta: dobrar o atendimento. Se Deus quiser, com esse apoio, vamos conseguir.”

O mesmo sentimento é de Helena Maria Marcelino Salgado, presidente da Instituição Beneficente Irmã Dulce, também de Gurupi. Ambas serão contempladas pela primeira vez com doação do Leilão Pecuária Solidária, idealizado em 2009 pelo leiloeiro Eduardo Gomes. “Ações como essa mostram que fazer o bem a quem necessita vale a pena. Para nós enquanto entidade, esse tipo de ajuda é de extrema necessidade”, disse Helena. Para ela, além do aspecto solidário, iniciativas como essa devem servir para despertar no poder público a necessidade de olhar mais para as entidades. Com 103 crianças (de um ano e meio a sete anos de idade) atendidas, a entidade funciona com estrutura quase precária. “Não temos ventilador nas salas, não temos computador... Quando tem de assar um pão ou bolo faço na minha casa porque aqui não tem nem forno. Com as doações que virão, com a graça de Deus, vamos procurar melhorar a estrutura e atendimento individual das crianças”, relatou.

Também beneficiada pela primeira vez, a instituição Sementinhas do Amor, de Palmas, pretende aumentar o número de crianças assistidas. “Hoje são de 25 a 30. Só não atendemos mais por falta de capacidade”, informou a voluntária Betânia Garcia. “Temos mesmo de agradecer ao promotor do leilão, o leiloeiro Eduardo Gomes que, com sua credibilidade e sentimento solidário, nos proporcionará a possibilidade de buscar conquistar esse objetivo”, complementou.

Entidade ligada à Igreja Católica, a Sementinhas do Amor atende em período integral crianças em situação de risco (vítimas de violência, que têm pais presos, entre outros problemas) encaminhadas pela Justiça. O trabalho é dirigido por freiras da Congregação Sementes do Verbo. Além de jovens tocantinenses, há assistidos de outros Estados como Pará e Bahia que têm acompanhamento educacional, psicológico, médico, hospitalar, além de alimentação. “Atitudes como essa do leilão deveriam ser repetidas pois é o voluntariado que realmente faz as coisas acontecerem nas entidades. Convênios com órgãos públicos são importantes, é verdade, mas são inconstantes, burocráticos e na maioria das vezes chegam com atraso. Por isso, temos de louvar e participar ativamente do leilão e de outras iniciativas semelhantes”, finalizou.

Serviço – O 2º Leilão Pecuária Solidária será dia 15 de outubro, no Parque de Exposição de Palmas (Sindicato dos Produtores Rurais de Palmas), com transmissão do Agrocanal. Serão beneficiadas, ao todo, dez entidades. Para doar ou obter mais informações basta ligar (63)9984-1181 ou pelo e-mail: pecuariasolidaria2011@gmail.com (Assessoria de imprensa do evento)