Polí­tica

Foto: Divulgação

Em pronunciamento feito durante a sessão da manhã desta terça-feira, 4, o deputado Sargento Aragão (PPS) fez um duro pronunciamento contra o governador Siqueira Campos (PSDB), sobre a matéria publicada na revista “Isto É”, nesta semana. Em tom agressivo, o deputado não poupou críticas ao governador e à diretora da Organização Jaime Câmara, Fátima Roriz.

Aragão, com o tom áspero de sempre e com a edição da revista nas mãos, “sugeriu” que os envolvidos nos casos de grilagem de terras no Tocantins devolvam seus lotes. “A minha sugestão é que essas pessoas devolvam esses lotes”, disse.

O deputado ainda voltou a citar o programa Agenda Tocantins, na qual a Organização Jaime Câmara recebeu R$ 2,2 milhões do governo do Estado por serviços de publicidade e cerimonial para a elaboração do Plano Plurianual (PPA), sem processo de licitação. “Tem que ter um frasco grande de óleo de peroba para passar na cara dela (Fátima Roriz), essa cara de pau”, atacou.

Sobre Siqueira Campos, o deputado foi ainda mais agressivo. Comentando o período em que o governador passou no interior de São Paulo, Aragão acusou Siqueira de roubar dinheiro da associação dos taxistas de Campinas. “Roubou dinheiro em campinas, fugiu e se escondeu no norte goiano. Esse sujeito tinha que estar preso. Ele botou terra na mão do vaqueiro dele”, completou. E ainda foi além: “governador estelionatário!”

Aragão frisou que, com a mudança na presidência da Casa, depois do pedido de licença de Raimundo Moreira (o oposicionista Eli Borges vai assumir), os deputados poderão cobrar do governo as explicações necessárias. “Na semana que vem vamos ter acesso aos contratos com a Jaime Câmara e com a presidência. Isso é bandidagem. Isso é ser bandido e sabe ser. E na cara grossa”, exclamou.

O deputadodestacou que, mesmo que o caso tenha acontecido há muito tempo e prescrito nas vistas da justiça, os deputados ainda poderão proceder com investigação sobre a grilagem das terras. “O caso prescreveu para o Ministério Público. Mas para a Assembleia não”, comentou.