Polí­tica

Foto: Divulgação

O ex-deputado federal e ex-presidente regional do PMDB, Osvaldo Reis analisa ainda esta semana a integração na base do governador Siqueira Campos (PSDB).

Reis foi convidado por líderes do PSDB para ingressar no partido e frisou ao Conexão Tocantins que decidirá nesta quinta-feira, 6. “Temos conversado, estou muito chateado com os problemas que tem acontecido no PMDB tanto a nível estadual como nacional”, frisou.

O ex-deputado tem base eleitoral nos municípios do Bico do papagaio e salientou que o estatuto do partido, que tem à frente o deputado federal Júnior Coimbra atualmente, está sendo violado. “O partido agora está servido só para interesses grupais. Esse não é o PMDB grande e forte que eu deixei. O partido se transformou num partido nanico”, disse.Reis lembrou também que é segundo suplente do PMDB na Câmara Federal.

2012

Questionado sobre as pretensões para 2012 o ex-deputado disse que foi sondado por alguns aliados do governo para concorrer em Esperantina e outros municípios mas não aceitou. “Eu não tenho mais esse perfil a burocracia hoje é muito grande”, salientou.

Reis disse ainda que não pretende transferir seu título eleitoral para Araguaina e que não entrará na disputa pela prefeitura do município por que a campanha é muito cara e já há muitos pré-candidatos.O ex-deputado negou que tenha pretensão de tentar disputar novamente o diretório estadual do partido.