Cultura

Foto: Guto Muniz

A Catibrum Teatro de Bonecos, com apoio da Fundação Cultural de Palmas (FCP), se apresenta no palco do Theatro Fernanda Montenegro com o premiado espetáculo “Homem Voa” sobre a vida de Santos Dumont e a conquista da dirigibilidade neste fim de semana, dias 12 e 13 de novembro, às 17 horas. O ingresso pode ser trocado por três garrafas Pet no Espaço Cultural, de 14 às 22 horas.

As garrafas Pet serão destinadas ao Projeto Ecológico Natal de Luz – preservação e arte em Taquaruçu, que objetiva transformar o distrito de Taquaruçu em um grande Parque Temático de Natal, com luzes e enfeites natalinos, utilizando como principal matéria-prima, garrafas plásticas Pet recicladas.

O espetáculo “Homem voa” foi selecionado pelo Programa Petrobrás, o patrocínio concedido pela Petrobras Distribuidora, através da Lei Federal de Incentivo à Cultura / Ministério da Cultura. O espetáculo circulará por 5 capitais do Brasil.

Sinopse “Homem Voa”

O espetáculo foi baseado no livro de quadrinhos "Santô e os Pais da Aviação" de João Spacca e recebeu os prêmios: Funarte Myriam Muniz e Cena Minas. Além desses, concorreu ao Troféu HQ Mix de melhor roteiro adaptado. Em junho de 2011 foi indicado a 9 categorias do prêmio Sinparc Usiminas, onde recebeu os prêmios de melhor espetáculo, melhor direção e melhor iluminação.

Com bonecos de manipulação direta, teatro de sombras e trilha sonora composta por Clayton Barros exclusivamente para o espetáculo, a montagem apresenta a vida do gênio Santos Dumont e seus inventos desde a infância até a vida adulta na Paris da Belle Epoque - período marcado por grandes conquistas tecnológicas.

Catibrum Teatro de Bonecos

A Catibrum Teatro de Bonecos foi fundada em 1991 com a proposta de pesquisar as manifestações da cultura popular brasileira e divulgá-las através dos títeres (fantoches). Sediada em Belo Horizonte, a Cia realiza montagens originais de espetáculos de teatro de formas animadas, oferece oficinas de confecção e manipulação de bonecos e coloca à disposição do público um amplo acervo de livros, vídeos e títeres de vários países.

Além dessas atividades, o grupo realiza o Festival Internacional de Teatro de Bonecos em Belo Horizonte com a responsabilidade de apresentar as mais variadas e inovadoras técnicas do teatro de animação. Com esta iniciativa, que ultrapassa fronteiras, impulsiona o surgimento de grupos, a formação de jovens artistas e estimula o gosto pela produção de qualidade, com critérios estéticos. O evento, considerado o maior da América Latina, este ano completou 12 edições realizadas anualmente com os mais relevantes participantes do Brasil e do exterior.

O Dragão Que Queria Ver o Mar" foi o primeiro espetáculo montado pela Catibrum, seguido por "Andanças", "O Baile do Menino Deus", "A Volta ao Mundo em Oitenta Dias", “O cavaleiro da triste figura”,“ Homem Voa?”e a mais nova montagem "Dom João e a Invenção do Brasil” sobre a fuga da família real portuguesa para a Colônia Brasileira.

A Catibrum em comemoração a seus 20 anos realiza uma série de apresentações pelo País cativando público cada vez mais heterogêneo e reconhecimento da crítica. Fazem parte do grupo: Lelo Silva, Adriana Focas, Amaury Borges, Eduardo Santos, Tim Santos, Admar Fernandes, Patrícia Lanari, Daniela Perucci, Luciana Gomes e Regina Gontijo.

Projeto Natal de Luz

O projeto Natal de Luz – Preservação e Arte em Taquaruçu pretende, além de mostrar para a comunidade a importância sobre reciclagem e preservação do meio ambiente, recolher mais de 20 mil garrafas Pet para a produção de adornos natalinos, transformando o plástico em castiçais, guirlandas, árvores de natal, flores e lustres, com utilização de a mão-de-obra local, com o envolvimento de projetos sociais na confecção dos enfeites natalinos.

A realização do projeto em Taquaruçu agrega cultura, preservação do meio ambiente, inclusão social e fomento ao turismo, alinhando- se com as ações governamentais previstas pela Prefeitura de Palmas.

Para Katia Maia, o projeto tem uma importância muito grande, pois ajudará a desenvolver duas áreas da sua economia: a da cultura e a do turismo ecológico. No primeiro caso, o projeto será benéfico na medida em que irá promover o trabalho dos artistas e artesãos locais, bem como projetos sociais existentes na localidade.

No caso do Turismo Ecológico, será ainda mais importante, pois pretende retirar milhares de garrafas Pet do meio ambiente, transformando-as em adornos natalinos belíssimos, que irão atrair milhares de pessoas para contemplá-los, contribuindo, assim, para dinamizar o turismo sustentável e que trará consigo uma série de benefícios.

“Entre eles, podemos citar a geração de empregos temporários e a dinamização do comércio do distrito, principalmente nos setores hoteleiro, alimentício e do artesanato e de diversos outros ganhos que o turismo agregado à cultura propicia à população”, destacou a presidente. (Ascom FCP)