Meio Ambiente

Foto: Ascom Semades O secretário Divaldo Rezende, da Semades, integra a comitiva tocantinense que apresenta projetos ao BNDES, que conta ainda com o presidente do Naturatins, Alexandre Tadeu, e o senador Vicentinho Alves O secretário Divaldo Rezende, da Semades, integra a comitiva tocantinense que apresenta projetos ao BNDES, que conta ainda com o presidente do Naturatins, Alexandre Tadeu, e o senador Vicentinho Alves

Comitiva do Governo do Tocantins formada pelo secretário do Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável (Semades), Divaldo Rezende, presidente do Instituto Natureza do Tocantins (Naturatins), Alexandre Tadeu, e o senador da república Vicentinho Alves apresentará projetos ambientais ao Banco Nacional do Desenvolvimento Econômico e Social - BNDES, no Rio de Janeiro (RJ), nesta segunda-feira, 12. Juntos, os projetos somam R$ 202 milhões.

Ao todo serão apresentados três projetos, sendo dois com proposta de captação de recursos provenientes do Fundo Amazônia, o ‘CAR: TO Legal’ e o projeto de ‘Apoio a Arranjos Produtivos Sustentáveis do Tocantins’. E o terceiro, que é o do ‘Plano Estadual dos Recursos Hídricos’, com proposta para ser financiado pelo próprio BNDES.

Projetos

O ‘CAR: TO Legal’ visa conter o desmatamento no território do Estado por meio da criação de um sistema de monitoramento e controle do desmatamento, da realização do Cadastro Ambiental Rural (CAR) e do fortalecimento dos órgãos que integram o Sistema Estadual do Meio Ambiente. Está orçado em R$ 62 milhões.

O projeto de ‘Apoio a Arranjos Produtivos Sustentáveis do Tocantins’ tem por objetivo fomentar a produção de bens e serviços sustentáveis, fortalecendo os canais de comercialização desses produtos. Possui um orçamento de R$ 20 milhões.

E o projeto do Plano Estadual dos Recursos Hídricos diz respeito a ações de gestão para assegurar o uso racional dos recursos hídricos do Estado, considerando a qualidade e a quantidade disponível para o desenvolvimento de atividades produtivas e serviços, como irrigação, geração de energia, saneamento básico, dente outros. O projeto prevê aplicação de recursos na ordem de R$ 120 milhões para os próximos três anos.

Outras fontes

O secretário da Semades, Divaldo Rezende, informa que o Governo do Estado também buscará recursos em outras fontes de financiamento e investimento para atender os cerca de R$ 108 milhões orçados em outros projetos para ampliar a conservação ambiental e o fortalecimento das ações de prevenção e combate às queimadas e incêndios florestais. (Secom)