Polí­tica

Foto: Divulgação

O prefeito de Palmas, Raul Filho (PT) em entrevista exclusiva ao Conexão Tocantins nesta terça-feira, 20, comentou assuntos polêmicos de sua gestão neste ano de 2011. A Câmara de Palmas aumentou o IPTU da capital em sessão nesta segunda-feira, 20.Sobre o assunto o prefeito comentou que “O IPTU de Palmas é o mais barato do país”, disse.

Indagado se estabeleceu um prazo para que secretários e auxiliares de governo com pretensões para as eleições de 2012 deixem a gestão, o prefeito salientou que deve fazer esta recomendação até janeiro deste ano. “Com certeza nós vamos estipular esse prazo que não excederá janeiro”, frisou.

“No momento que você tem uma pessoa com cargo e que busca disputar eleição dificilmente ela manterá o foco. A pessoa precisa estar mais livre para fazer o trabalho político e não dá para conciliar com o administrativo”, justificou.

Emendas parlamentares

O prefeito concedeu pela primeira vez e em ano eleitoral que cada vereador indique emendas parlamentares no valor de R$ 300 mil. Segundo o gestor, a ação não visa ajudar os vereadores politicamente. “Não vejo razão para polêmica porque isso é muito comum nos parlamentos, o poder legislativo do Estado como os demais estados tem.Já tivemos em outros momentos e o que ocorre é que essas emendas são destinadas em obras para apropria população”, salientou. “Eles vão apontar onde quer que seja feita a obra e nós vamos fazer de acordo com a emenda de cada um”, completou.

“Não sei se é um bônus político só sei que reconhecemos de maneira positiva. Depende da população avaliar se isso é um bônus político ou não”

Plano diretor

Questionado sobre a polêmica em torno dos projetos que tratam de alterações no plano diretor da capital o gestor negou que exista um desgaste entre a prefeitura e os vereadores. Raul reafirmou categoricamente que é contra a expansão do plano mas frisou que valoriza e acha legítima a sugestão dos vereadores e de todos os órgãos e instituições envolvidas. “Quero deixar bem claro que não houve em nenhum momento desgaste com a Câmara. A relação do executivo com o legislativo foi sempre harmônica, o que há é um debate democrático. O poder legislativo tem a prerrogativa de abrir esse debate com a população.”, disse. “Nós somos contra a expansão mas reafirmamos o que a Câmara está fazendo em ouvir a sociedade. Entendemos que não é necessário”, completou.

Saldo 2011

Analisando as realizações e o trabalho da prefeitura neste ano Raul Filho que vê 2011 como positivo. “Para uma prefeitura que caminha sozinha só com recursos do governo federal e com ausência total do Estado eu posso avaliar que foi altamente positivo. Estamos chegando ao final do ano com avanços na Saúde, na Educação que são áreas vitais para o governo para a qualidade de vida de um povo”, disse. O prefeito citou pesquisas nacionais que mostram que a capital teve a maior geração de empregos do país e também a melhor cidade em qualidade de vida da região norte do país. “É uma economia sólida que tem permitido essa política da geração de emprego e um 2012 que tem tudo para ser melhor que 2011, são muitos recursos de financiamentos que conseguimos e que a maioria estão licitados”, conta o gestor.

Em 2012 o prefeito diz acreditar que o município possa melhorar a arrecadação interna. “Isso já nos permitiu garantir no próprio orçamento, investimentos significativos na educação, a saúde cresceu significadamente e tem mais recursos que devem vir”, disse citando a construção de 17 unidades de saúde, algumas já em fase final.“2012 talvez será um dos melhores anos da nossa gestão”, completou.