Saúde

Foto: Divulgação

Os casos de dengue vem diminuindo consideravelmente no município de Colmeia nos últimos três anos. Em 2011 a redução foi de 70,6% em comparação com 2010. Segundo o secretário municipal de Saúde, Antônio Castanho, em 2010 foram notificados 17 casos, contra apenas 5 em 2011. Em relação ao ano de 2009, quando foram registrados 27 casos, a redução foi de 81,5%. O resultado é consequência do trabalho da Prefeitura de Colmeia, por meio do setor de Atenção Básica - Controle de Endemias da Secretaria Municipal de Saúde e a colaboração da comunidade.

Conforme Castanho, somente em 2011 foram feitas 29 mil visitas a 3.277 residências, inclusive na zona rural. O trabalho foi intensificado em 33 pontos considerados estratégicos que receberam 792 visitas. Ainda foram realizadas 825 borrifações compreendendo dois ciclos. Ao todo são oito agentes que atuam na equipe, sendo seis agentes de campo e dois borrifadores, além de dois servidores da Funasa – Fundação Nacional de Saúde que trabalham na inspeção dos serviços.

O secretário de Saúde destacou ainda a parceria firmada com o Ministério Público Estadual, no sentido de propiciar o apoio necessário para a efetivação do trabalho de inspeção nas residências de moradores que se negam a prestar atendimento aos agentes de endemias. “Havendo por parte do morador, resistência ou algum outro tipo de obstrução nos trabalhos de visitas regulares, o morador ou responsável pelo imóvel é notificado pelo órgão competente, e caso ainda persista em não atender, o infrator é encaminhado para o Ministério Público, onde é responsabilizado por não permitir a entrada em sua residência para verificação de possíveis criadouros do mosquito Aedes Aegypt, transmissor da dengue”, explicou Castanho, lembrando que cada colmeense deve fazer sua parte, prevenindo a proliferação do mosquito. “Para isso, é preciso eliminar os lugares que eles escolhem para a reprodução e, por isso, se faz necessário não deixar a água limpa parada em qualquer tipo de recipiente, limpar os quintais e não cultivar plantas aquáticas”, pontuou.

“Quando assumimos em 2009 enfrentamos uma verdadeira epidemia da doença, mas graças aos investimentos realizados e a dedicação de toda a equipe conseguimos mudar esse quadro. Para esse ano vamos trabalhar no sentido de que não seja registrado nenhum caso de dengue em Colméia”, afirmou o prefeito Professor Ermilson (PT).

Sintomas e tratamento

Os sintomas mais comuns da dengue são febre aguda com duração de até sete dias, acompanhada de dor na cabeça, atrás dos olhos, nos músculos, nas juntas, prostração e vermelhidão no corpo. A pessoa que apresentar esses sintomas deve procurar a consulta médica no Hospital e Maternidade Elias Dias Barbosa ou um dos quatro postos de saúde mantidos pela Prefeitura de Colmeia e não ingerir remédios sem prescrição médica. (Assessoria de Imprensa)