Estado

Foto: Divulgação

Durante reunião ocorrida nesta quinta-feira, 19 de janeiro, na sede do Ministério das Cidades, o deputado Lázaro Botelho levou à secretária nacional de Habitação, Inês Magalhães, as solicitações feitas por prefeitos tocantinenses relativas a área habitacional.

O deputado informou à secretária que o Tocantins ainda convive com a triste realidade de famílias morando em condições sub-humanas, em áreas de risco e em moradias que não oferecem o mínimo de dignidade.

O parlamentar lembrou que a incidência de graves enfermidades como a doença de chagas ocorre, justamente, devido às péssimas condições de algumas moradias, o que favorece a proliferação do agente transmissor da doença.

Inês Magalhães garantiu ao deputado que tratará o Tocantins de forma especial. Ela informou que 126 municípios do Estado enviaram ao Ministério, propostas para construção de unidades habitacionais, mas que muitas destas propostas não atendem plenamente as condições para execução dos projetos.

A secretária informou ainda que a presidente Dilma Rousseff deverá liberar, nos próximos dias, recursos que permitirão a construção de 110 mil casas populares. Ela lembrou que as carências em todo o país ainda são muitas, mas disse que estava sensibilizada com a situação enfrentada no Tocantins e que, ainda esta semana, irá solicitar aos seus técnicos novos estudos com o objetivo de atender um maior número de cidades do Estado.

Lázaro Botelho declarou que saiu confiante do encontro: “Acredito que nossos pleitos serão atendidos e que poderemos ajudar centenas de famílias a realizar o sonho da casa própria”. (Ascom Lázaro Botelho)