Meio Ambiente

Foto: Antônio Gonçalves

A Coordenadoria Municipal de Defesa Civil, junto com técnicos do Instituto Natureza (Naturatins) e Universidade Federal do Tocantins (UFT), concluiu na tarde desta segunda-feira, 23, a coleta de água em três pontos do Lago da UHE Lajeado para analise da composição física e química.

O maior objetivo é saber se existe ou não presença de óleos e graxa. O trabalho foi solicitado pela Prefeitura de Palmas, que monitora os trabalhos desde o acidente na quarta-feira, 18, quando um caminhão de biodiesel tombou e derramou parte da carga na via pública, atingindo a Praia da Graciosa em Palmas.

Os técnicos passaram duas horas no Lago, tempo em que colheram amostras na Praia da Graciosa, Praia das Arnos e Praia do Prata. A análise será feita pelo Laboratório da UFT, que vai confrontar a composição dos resultados com a legislação do Conselho Nacional de Meio Ambiente (Conama). O estudo poderá apontar se as praias e o uso da água do reservatório para atividades continuarão ou não proibidos. A divulgação do resultado será na quarta-feira, 25.