Campo

Foto: Divulgação

A Secretaria Municipal da Saúde de Palmas (Semus) superou a meta de vacinação antirrábica, determinada pelo Ministério da Saúde (80%). Estão imunizados 15.140 cães e 2.570 gatos, representando 86% do contingente populacional urbano da Capital.

“Mesmo tendo superado a meta, continuamos com o posto fixo de vacinação, no Centro de Controle de Zoonoses (CCZ) e pedimos aos proprietários que ainda não vacinaram seus animais, que levem-nos para serem vacinados”, conclama Samuel Bonilha, secretário Municipal da Saúde.

Zona rural

De acordo com Wolney Aires Pedreira, gerente de Vigilância Ambiental da Semus, a vacinação antirrábica na zona rural deve ser iniciada na próxima segunda feira, dia 13.

“Vamos percorrer várias chácaras e fazendas em busca dos animais que lá residem, para imunizá-los, gratuitamente e protegê-los contra a doença”, destaca Wolney, informando que existem cerca de 3 mil cães e gatos, na zona rural, de Palmas.

O que é a Raiva?

Doença causada por vírus. Acomete todos os mamíferos, incluindo o homem, é caracterizada pelo comprometimento do sistema nervoso central do animal, sendo sempre fatal, a raiva não tem tratamento, sendo a prevenção a melhor maneira de se evitá-la.

Como é transmitida?

A transmissão do vírus da raiva ocorre pelo contato da saliva do animal doente com a pele ou mucosas lesadas (mordedura ou arranhadura). Os principais animais responsáveis pela transmissão da Raiva são: cães e gatos e Morcegos Hematófagos.

Sintomas no animal

• Mudança de comportamento do animal que passa a ficar agressivo;
• Atacando as pessoas e outros animais;
• Latido rouco;
• Dificuldade para engolir alimentos e água;
• Salivação abundante;
• Paralisia progressiva.