Cultura

Foto: Divulgação

Com apoio da iniciativa privada quase próximo a zero e com a verba pública - também considerada curta - chegando sempre em cima da hora, no próximo dia 17 de fevereiro terá início em Palmas, a maior festa popular do Brasil: o Carnaval. O evento acontecerá na Avenida Teotônio Segurado, próximo à Feira do Bosque, proporcionando à população quatro dias de folia.

O apoio financeiro anunciado pela Prefeitura de Palmas para o Carnaval 2012 não é suficiente, segundo os carnavalescos, já que os recursos utilizados pelas agremiações são superiores aos valores destinados pela Prefeitura. “Uma pele de surdo custa R$ 150, 00, e um rolo de strass R$ 800,00. Nós vamos para a avenida porque gostamos, pois somos carnavalescos e vamos fazer bonito, mas precisamos de políticos compromissados com o carnaval de Palmas e que valorize essa tradição", destaca Rogério Ribeiro, presidente da Comunidade Carnavalesca de Palmas (Cocar), revelando que falta diálogo entre os políticos e os carnavalescos da capital.

Segundo Ribeiro, a Cocar não esta chateada com a demora do repasse, “o carnaval de 2011, foi feito no fiado e está da mesma forma, realmente estamos muitos chateados com alguns políticos do Estado”, disse o carnavalesco, completando que “o carnaval de Palmas agoniza, mas não morre, e ainda há de ter muito samba para a gente sambar”, diz.

Segundo Ribeiro a maioria dos políticos do Tocantins não se preocupa com o carnaval da capital, “nenhum deputado estadual, federal e senador, colocou emenda especifica para o carnaval de Palmas”, desabafa. O carnavalesco afirma que, apesar de haver cinco pretensos candidatos ao Paço Municipal, Luana Ribeiro (PR), Carlos Amastha (PP), Wanderlei Barbosa (PSB), Eli Borges (PMDB) e Marcelo Lelis (PV), apenas o último está apoiando.

Na Câmara dos Deputados, segundo Ribeiro, apenas a deputada federal Dorinha Seabra Rezende (DEM), destinou uma emenda mas foi para a secretaria estadual de Cultura e que poderia apoiar o carnaval. Ribeiro ainda diz que, no Senado, o único que prometeu, mas não cumpriu, foi o senador João Ribeiro (PR), que recebeu o presidente da Cocar, no ultimo dia 24 de novembro 2011, “o senador se comprometeu a encontrar com o prefeito Raul Filho uma maneira de viabilizar a festa cultural e popular em 2012”, diz o presidente da Cocar.

O outro lado

O Conexão Tocantins tentou ouvir o senador João Ribeiro, mas foi informado por sua assessoria de imprensa que ele estaria em um local com indisponibilidade de comunicação. O site se mantem à disposição do senador caso queira se pronunciar sobre as afirmações do carnavalesco.