Estado

Foto: Priscila Cavalcante

Fomentar o crescimento da construção civil no Tocantins e a valorização dos profissionais da área são algumas das prioridades apresentadas pelo novo presidente do Sindicato das Indústrias da Construção Civil do Estado do Tocantins - Sinduscon/To e do Serviço Social da Construção Civil – Seconci/Tocantins, Paulo Eduardo Tavares Vieira, empossado, juntamente com a nova diretoria eleita, na noite desta terça, 14, em Palmas. O pleito garante aos eleitos a gestão do sindicato patronal no quadriênio 2012-2016.

Em seu discurso de posse, Tavares destacou a grandeza do desafio assumido. “Ao falarmos de construção civil, nos referimos a um segmento que responde por 20% do PIB industrial no país e 56% do PIB industrial do Tocantins. A força deste setor confirma-se e aumenta a cada ano, quando nos deparamos com contextos nacionais, como a realização da Copa do Mundo, e locais, com a realização de grandes obras, como a Ferrovia Norte Sul”, pontuou.

O novo presidente, eleito no último dia 06 de janeiro, destacou ainda o “excelente” trabalho desenvolvido pelas gestões anteriores que lhe conferiu tranquilidade ao assumir “com determinação” a presidência. O presidente do Sistema Federação das Indústrias do Estado do Tocantins – Fieto, Roberto Pires, foi homenageado na cerimônia pelo período que esteve à frente da presidência do Sinduscon/To, por dois mandatos (de 2004 a 2009). Os ex-presidentes da entidade Luciano Rocha (e atual vice-presidente), Eduardo Machado e Ronaldo Dimas também foram homenageados.

A competitividade foi destacada na fala de Pires como “o grande desafio” enfrentado pelo segmento. “O Tocantins , o Brasil e a sociedade brasileira têm que enfrentar corajosamente o grande desafio da competitividade e superá-lo, levando nossa indústria a lugares nunca antes alcançados. Que essa gestão seja marcada pela coragem e determinação em fazer o que precisa ser feito, eliminando obstáculos. Essa é a melhor maneira de ampliar a nossa competitividade”, observou.

O ex-presidente do Sinduscon/ Tocantins e atual vice-presidente eleito, Luciano Rocha, fez um balanço de sua gestão de pouco mais de 2 anos no sindicato, após a saída de Pires que assumiu a presidência do Sistema Fieto. Administrar o aquecimento do setor habitacional com a facilidade de créditos de programas como o Minha Casa, Minha Vida, a realização de grandes eventos como o Salão Imobiliário 2011 e o trabalho de divulgação e combate das dificuldades burocráticas encontradas pelo segmento na capital, enumeradas no manifesto Custo Palmas, foram algumas das ações de sua gestão destacadas por Rocha.

O vigor do setor no Tocantins também foi citado pelo presidente da Câmara Brasileira da Indústria da Construção Civil - Cbic, Paulo Simão, que avaliou o Estado ocupando uma “posição e destaque no Brasil” em virtude do crescimento expressivo. “O nosso setor cresceu e tudo indica que a construção civil continuará sendo o carro chefe da economia nos próximos anos”, apontou Simão.

No evento, também foi empossada a diretoria e conselhos do Serviço Social da Construção Civil – Seconci Tocantins, instituição que trabalha para promover qualidade de vida, por meio de atendimentos na área de saúde, por exemplo, ao trabalhador da construção civil. O presidente do Seconci/Brasil, José Augusto Florenzano, compareceu ao evento. “O desafio é poder oferecer, cada vez mais, serviços que atendam às necessidades dos trabalhadores e que, ao mesmo tempo, promovam a melhoria dos índices de produtividade e qualidade das empresas”, explicou. ( Ascom Sinduscon /TO com informações do STJ)