Economia

Foto: Divulgação

O Banco da Amazônia disponibiliza o Plano de Incentivo ao Turismo Amazônico2012 quetem o propósito deincentivare apoiaro financiamento a projetosintegrantes da infra-estrutura de serviços turísticos da região. Com o Plano, o Banco buscaampliar o acesso ao crédito, priorizando o pequeno e médio empreendedor da área turística,com prazo de 20 anos, incluídos cinco anos de carências para pagamento do financiamento.

O plano conta comrecursos financeiros doFundo Constitucional de Financiamento do Norte (FNO), tendo por finalidadepromover reforma, ampliação e construção de novas unidades hoteleiras. Para isso, conta com acriação dos Programas de Financiamento: às Micro e Pequenas Empresas (FNO-MPE), e ao Empreendedor Individual (FNO-EI), e a destinação de mais de 51% dos recursos de turismo para empreendedores de menor porte, que objetiva desenvolver e aperfeiçoar produtos financeiros e serviços bancários, adequando-os às necessidades dos empreendimentos do território, com o intuito de alavancar negócios na atividade turística e contribuir para o desenvolvimento regional em bases sustentáveis.

Aos empreendedores serãodisponibilizados tambémrecursos da Carteira de Crédito Comercial do Banco da Amazônia que atende a pessoas físicas e jurídicas através de operações de câmbio e crédito comercial de curto prazo. Essas operações são feitas através doproduto Amazônia Turismo Empresarial que possui crédito destinado a fornecer empréstimo rotativo, para capital de giro às empresas/agências de turismo, devidamente registradas no Ministério do Turismo, mediante descontos de cheques e notas Promissórias Pessoas Físicas (comprovadamente da atividade turística).

Segundo o gerente de Gestão de Programas Governamentais, Oduval Lobato, o FNO- MPE busca o desenvolvimento econômico e social da Região Norte,contemplando atividades do setor de turismo, proporcionando financiamentos às micro e pequenas empresas, induzindo e apoiando a inovação, o aumentode produtividadee a competitividade.

No portfólio de seus produtos financeiros, o Banco dispõetambémda linha de créditoFNO - Amazônia Pró-Copa, específica para atender os mega-eventos esportivos. O Pró-Copa está inserido noPlanoe tem por objetivo contribuir para o aumento da qualidade dos serviços das atividadesturísticas, mediante a concessão de financiamentos à infraestrutura, aumentando a disponibilidade e qualidade dos meios de hospedagem para a Copa do Mundo de 2014. Esta linha de crédito tem por finalidade a ampliação, reforma e modernização de meios de hospedagem, mediante o financiamento de investimento fixo e misto, destinado a micro e pequenas empresas da cadeia produtiva da atividade turística em projetos que proporcionem a geração de emprego e renda que atuem nos segmentos turísticos definidos, conjuntamente pelo Ministério do Trabalho e Emprego e Ministério do Turismo e Programa de Geração de Emprego e Renda (PROGER).

Recursos

O Banco da Amazônia dispõe de até R$ 2,7 bilhões para atender as demandas dos estados da região em 2012, abrangendo toda cadeia de turismo (empreendimentos turísticos, de comércio e prestação de serviços, cultura e infra-estrutura), através de recursos oriundos das seguintes fontes: R$ 1,9 bilhão do FNO, FAT e BNDES; R$ 10 milhões do OGU; e R$ 813,93 milhões da Carteira de Crédito Comercial do Banco da Amazônia. Como meta de financiamento para o turismo em 2012 será disponibilizado para a região em recursos cerca de R$ 400 milhões, sendo R$ 300 milhões do FDA para aplicação em projetos infraestruturantes e R$ 100 milhões do FMM para as atividades ligadas ao desenvolvimento da Marinha Mercante e da indústria de construção e reparação naval. (Assessoria de Imprensa Banco da Amazônia)