Campo

Nesta sexta-feira (17),o Incra promove reunião com representantes dos movimentos sociais para discutir as ações de reforma agrária no Tocantins. O encontro ocorre na sede do órgão, em Palmas, a partir das 8h30.

Foram convidados representantes da Comissão Pastoral da Terra (CPT), Federação dos Trabalhadores e Trabalhadoras na Agricultura Familiar (Fetraf), Federação dos Trabalhadores na Agricultura do Estado do Tocantins (Fetaet), Movimento de Libertação dos Sem Terra(MLST),Movimento dos Atingidos por Barragens (MAB), Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST) e União Brasileira dos Trabalhadores na Agricultura Familiar e Reforma Agrária.

O objetivo do encontro é apresentar o plano nacional de compromissos da instituição, com as mudanças estratégicas que o Instituto realizará ao longo dos próximos três anos, e a proposta de programação operacional com as ações a serem executadas em 2012. A meta é definir prioridades a fim de atender a demanda dos trabalhadores sem terra acampados e retomar as discussões sobre projetos produtivos destinados a promover o desenvolvimento dos assentamentos.

Esta é a segunda reunião realizada este ano para avaliar as ações de reforma agrária no estado. Desde o segundo semestre de 2010, o Incra promove encontros periódicos para discutir as questões relacionadas à política de reforma agrária no Tocantins.

O Superintendente Regional do Incra, Ruberval Gomes da Silva, destaca que a participação dos movimentos e entidades da sociedade civil é importante para ampliar o reconhecimento e a legitimidade social da reforma agrária. Ele afirma ainda que as contribuições e as cobranças dos movimentos sociais ajudam a aprimorar as ações de apoio e fortalecimento da agricultura familiar. (Ascom Incra)