Campo

Foto: Divulgação

A Seagro – Secretaria da Agricultura, da Pecuária e do Desenvolvimento Agrário inicia, na próxima segunda-feira, dia 27, o monitoramento em projetos agrícolas dos produtores familiares que fazem parte do Pronaf – Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar. O monitoramento, que encerrará no dia 9 de março, atenderá 217 agricultores nas regiões, Sul, Sudoeste, Central e Norte do Estado. O serviço de monitoramento é realizado pela Subsecretaria de Assentamentos e Pequenas Propriedades da Seagro.

As visitas dos técnicos em campo irão orientar os produtores sobre a normativa nº 4.029, que possibilita a renegociação de dívidas, regularização societária e individualização das dívidas.

Segundo a Coordenadoria de Crédito Fundiário, a realização deste serviço de acompanhamento junto aos produtores permite algumas vantagens para os agricultores familiares. “Os produtores poderão regularizar sua situação junto à DAP – Declaração de Aptidão ao Pronaf, saindo da inadimplência. Assim eles poderão adquirir outras linhas de créditos”, explicou o coordenador de Crédito Fundiário, José das Crianças Lopes da Costa.

Municípios que serão atendidos

Região Sul e Sudeste: Araguacema, Chapada de Areia, Pium, Peixe e Dianopólis.
Região Norte e Central: Araguatins, Goianorte, Sentenário e Miracema do Tocantins.

Pronaf

Os agricultores familiares tocantinenses terão R$ 130 milhões à disposição para investir na sua produção, safra 2011/2012. O lançamento do Plano Safra 2011/2012 da Agricultura Familiar foi realizado em 2011, pelo Governo Federal. Segundo o MDA - Ministério do Desenvolvimento Agrário, em todo país, serão disponibilizados para a agricultura familiar R$ 16 bilhões para as linhas de custeio, investimento e comercialização do Pronaf - Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar, sendo que desse total R$ 7,7 bilhões serão destinados para operações de investimento e R$ 8,3 bilhões para operações de custeio. (Ascom Seagro)