Polí­tica

O Partido dos Trabalhadores lançou na noite desta quinta-feira, 1º de março, na Câmara de Vereadores de Palmas, o nome dos seus pré-candidatos a prefeito de Palmas nas eleições de outubro.

Os nomes escolhidos pelo partido foram o deputado estadual José Roberto Forzani, o presidente da Câmara de Palmas, vereador Ivory de Lira e o filiado Nei Robson, que não é ligado a nenhuma das tendências internas do partido e se proclama independente.

A apresentação da pré-candidatura de Ivory de Lira foi acompanhada da apresentação da assinatura de 200 filiados do partido que apoiam seu nome para concorrer em outubro.

Presente no encontro, o presidente estadual do PT, Donizeti Nogueira, afirmou que o nome que concorrerá em outubro deverá ser escolhido entre os 3 pré-candidatos, por meio de prévias que o partido marcará.

O prefeito de Palmas, Raul Filho, que, dentro do partido, apoia Ivory de Lira, conclamou a militância para o entendimento. Segundo o prefeito, é possível construir uma unidade no partido visando o escrutínio deste ano.

Raul ainda afirmou durante o encontro, que teve uma conversa com a deputada estadual Luana Ribeiro, pré-candidata do PR e filha do senador João Ribeiro, presidente do PR no Estado, que faz parte da base do governo estadual, mas que tem afirmado que na eleição da capital marchará unido com o grupo que faz oposição ao governador Siqueira Campos e orbita em torno do prefeito Raul, tendo ainda outros pré-candidatos ao Paço Municipal, como a pedetista e vice-prefeita de Palmas, Edna Agnolin, o peemedebista Eli Borges e o reitor da Universidade Federal do Tocantins, Alan Barbiero (PSB).

Segundo o prefeito, na conversa com a pré-candidata do PR, ele teria informado à deputada que umas das condições para ela fazer parte do grupo político que buscará um nome de consenso para enfrentar o candidato do Palácio Araguaia, é que ela apresente “uma carta de alforria” do governo do Estado.

Raul também afirmou que não seria compreensível que uma candidata do grupo continuasse na base política do governo estadual. Luana tem dado sinais de afastamento do grupo do governador Siqueira Campos e na Assembleia Legislativa já chegou a se declarar independente, sem, contudo, romper com o governo e isto tem gerado algumas dúvidas gerando certa resistência ao nome da repuplicana.

No encontro desta noite compareceram além do prefeito e o presidente regional do PT, o deputado estadual José Roberto Forzani, a primeira-dama da capital e deputada estadual, Solange Duailibe, o presidente da Câmara, Ivory de Lira e o vereador Bismarque do Movimento, além de dezenas de outras lideranças do PT, entre estes, Célio Moura de Araguaina.