Estado

Um projeto inovador da Defensoria Pública do Tocantins voltado para as mulheres trabalhadoras do campo será realizado, a partir deste mês de março, como forma de reforçar a importância do Dia Internacional da Mulher. O Projeto “Divulgando os Direitos das Mulheres nos Assentamentos Rurais” será realizado em todas as regiões do Estado, por meio dos Núcleos Regionais da Defensoria Pública, tendo como foco a orientação e divulgação dos seus direitos ao acesso à justiça de forma integral e gratuita.

O lançamento do Projeto acontecerá nesta quarta-feira, 7, às 9h, na Escola Municipal Ercina Monteiro Pereira, Assentamento Córrego Prata (Pólo de Fruticultura Irrigada São João), município de Porto Nacional, com a presença do defensor público geral, Marcello Tomaz de Souza. Por meio do Projeto, a Defensoria Pública pretende atender cerca de 1.000 mulheres que residem nos assentamentos rurais do Estado.

Segundo a Defensoria Pública, a mulher agricultora dos assentamentos rurais no estado do Tocantins sempre teve uma participação ímpar na construção dos valores da sociedade, daí a importância de respaldá-la com respeito na garantia dos seus direitos. No entanto, segundo a Defensoria ao longo dos anos, estas mulheres sofreram grande desigualdade e subordinação em relação ao homem devido à sua desinformação e desconhecimento em relação aos seus direitos.

Como forma de levar assistência jurídica às trabalhadoras rurais, serão realizadas “Rodas de Conversas”, de fácil abordagem e compreensão, sensibilizando e empoderando-as sobre os seus direitos. Conduzidas pelas equipes da Instituição e coordenadas por um defensor público, as rodas de conversas acontecerão nos assentamentos identificados e mobilizados pelas Diretorias Regionais de Palmas, Araguaina, Dianópolis, Guaraí, Araguatins, Paraíso do Tocantins, Tocantinópolis, Gurupi e Porto Nacional. (Ascom Defensoria Pública)