Ciência & Tecnologia

Foto: Divulgação

Pesquisadores tocantinenses visitaram empresários do Grupo JDEMITO e conheceram a estrutura de uma das empresas do grupo, que atua na produção de calcário dolomítico e britas de construção civil e siderúrgicas da região norte do País. O encontro aconteceu no início da semana, na cidade de Bandeirantes, e foi intermediado pela Fundação de Amparo à Pesquisa do Tocantins (FAPT).

A FAPT realizou uma missão “in loco” composta por sua diretoria cientifica e pesquisadores do Estado junto a uma das empresas do grupo JDEMITO, a Caltins. O Grupo JDemito é composto pelas empresas: Caltins, Natical, Minerax, Top Log, JDemito Prospecção, JD Sports e ações sociais, CEI e Sparta. Hoje é um dos mais importantes produtores de calcário dolomítico e britas de construção civil e siderúrgicas da região norte do País, com produção de 500 mil toneladas de calcário por ano, metade do que é consumido no Estado do Tocantins. O Grupo comercializa seus produtos para a Bahia, Maranhão, Mato Grosso, Pará, Piauí e Tocantins.

Na oportunidade, o empresário Jeremias Demito apresentou toda a estrutura operacional da empresa e em seguida foram apontados os principais gargalos no que se refere às necessidades de pesquisas científicas. O empresário destacou que é preciso implementar as áreas de inovação de equipamentos e desenvolvimento de novos produtos. Além disso, ressaltaram a necessidade de pesquisas na área de energia, pelo fato de que possíveis quedas de energia possam gerar atrasos na produção e fornecimento de produtos.

Ao final do encontro ficou acordado que será assinado um acordo de cooperação entre a FAPT e o grupo JDemito, no qual o Grupo irá repassar um auxílio financeiro para que a Fundação possa criar programas de pesquisas voltadas às demandas apresentadas. Dessa forma a FAPT irá receber esses recursos e administrá-los, criando programas para viabilizar tais pesquisas.

“Ações como estas são prioridades na nossa gestão à frente da FAPT, uma vez que além de proporcionar maior integração entre a comunidade acadêmica e os empresários, possibilita também mais conhecimento sobre a realidade e as demandas de pesquisas científicas do nosso Estado”, afirmou a presidente da Fundação, Andrea Stival.

Participaram da visita Renato Sarmento, diretor cientifico da FAPT; Professor da UFT, Juan Carlos Valdés Serra (Engenheiro Mecânico, especialista em Materiais e Processos de Fabricação); Prof. da UFT, Joel Carlos Zukowski Junior (Engenheiro Mecânico, especialista em Planejamento de Sistemas Energéticos); Prof. da IFTO, Cleber Decarli de Assis (Eng. Civil, especialista em Geotecnia com ênfase em Fundações e Barragens); Prof. da IFTO, Flávio Roldão (Engenheiro Civil, especialista em perícias e avaliações, saúde e segurança do trabalho); e Prof. da UFT, Rúbens Ribeiro (Engenheiro Agrônomo, especialista em tratamento de resíduos); além de diretores do grupo JDEMITO. (Ascom Fapt)