Polí­tica

Foto: Koró Rocha

Com objetivo de levar, de forma mais efetiva, a Educação à zona rural do Tocantins, está tramitando na Assembleia Legislativa, requerimento da deputada estadual, Solange Duailibe (PT), solicitando a transformação do Grupo de Trabalho de Educação do Campo da Secretaria Estadual de Educação, em uma subsecretaria específica.

De acordo com a parlamentar, que é presidente da Comissão de Educação e Cultura da Assembleia Legislativa, a referida subsecretaria precisa integrar a seguinte estrutura: Diretoria de Educação do Campo; Coordenação para Agricultura Familiar; Coordenação para Quilombolas; Coordenação para Etnias e Indígenas, todas com condições humanas, financeiras e estruturais de atender as demandas da Educação do Campo.

“A educação do campo precisa da priorização devida pelos entes responsáveis pela sua implementação e desenvolvimento, para atender, de fato, os Territórios de Cidadania e de Identidade Rural do Estado do Tocantins”, justifica a deputada.

Rede do Campo

Solange ressalta que a solicitação é resultado de um processo de discussão realizado durante cinco oficinas de educação do campo nos Territórios Rurais de Identidade e da Cidadania e da Oficina da Rede Estadual de Educação do Campo.

Os territórios

Os cinco territórios são compostos por 88 municípios, representando cerca de 60 % dos municípios do Estado. A população total abrangida é de aproximadamente 545 mil pessoas, o que representa quase 40% da população de todo o Estado. Cerca de 187.500 habitantes dos territórios vivem no campo e correspondem a quase 35% da população. (Assessoria de Imprensa)