Estado

A Residência Oficial do governo estadual que está em obras desde o início do ano deverá ser concluída e entregue até o dia 15 de junho deste ano, segundo informou a secretaria de Infra-Estrutura ao Conexão Tocantins nessa terça-feira, 27.

O prazo inicial para conclusão da obra era até o final de março. Segundo apurado pelo Conexão Tocantins faltam ser concluídos 30% da obra. O avanço físico até o momento é de 62,56% como confirmou a Seinfra. A construção da obra começou ainda em 1998 e o atual governo reativou as obras para evitar o desperdício de dinheiro público e o desgaste natural da obra com o passar do tempo.

A Residência tem 4 mil metros quadrados e conta com várias instalações como cinema, suítes de luxo, áreas de lazer, vários elevadores e outros espaços. Após a conclusão o governo pretende usar o espaço para receber autoridades e Chefes de Estado e também para atividades e reuniões. A previsão inicial de investimento na obra era de R$ 10 milhões.

Quando o governo confirmou que vai utilizar a Residência Oficial deputados de oposição como a deputada estadual Solange Duailibe (PT) que questionou os custos mensais para manutenção do espaço.

Em entrevista ao Conexão Tocantins nesta segunda-feira, 27, o secretário de Relações Institucionais, Eduardo Siqueira Campos voltou a defender a necessidade que o Estado tem de possuir um espaço como a Residência Oficial para receber autoridades nacionais e internacionais.

O secretário mencionou ainda que em breve o Estado receberá uma autoridade internacional que precisa se hospedar num espaço propício como a Residência Oficial.

“O Tocantins com essa localização privilegiada que tem precisa de um espaço à altura para receber Chefes importantes e autoridades que venham para a capital”, frisou. Com relação ao fato do governador residir no espaço o secretário voltou a dizer que Siqueira Campos não tem vaidade ou desejo pessoal de morar na Residência Oficial. “O governador é uma pessoa simples, de hábitos simples e não tem essa vaidade”, justificou.

A residência chegou a ser cogitada para abrigar a sede da prefeitura de Palmas no governo de Carlos Henrique Gaguim (PMDB). Eduardo comentou que é a favor que o espaço seja destinado para sua função inicial de receber autoridades e Chefes de Estado.