Saúde

Foto: Divulgação

Por meio de um requerimento de autoria da deputada Solange Duailibe (PT), aprovado em regime de urgência na sessão matutina desta quarta-feira, dia 4, a Assembleia Legislativa convida os secretários de Saúde do Estado e de Palmas para prestarem informações a acerca do protocolo firmado entre o Governo Estadual, Prefeitura de Palmas e o Ministério da Saúde. Segundo a autora da matéria, a medida se justifica em função de posicionamentos de alguns deputados que têm responsabilizado a Prefeitura da Capital pela alta demanda de pacientes no HGP.

No entanto, Solange garante que, de acordo com dados da Secretaria Estadual de Saúde – Sesau -, a população palmense só representa 38% dos pacientes do Hospital Geral de Palmas (HGP). “Isso foi pactuado pelos entes públicos desde a fundação do Tocantins. Para isso, o Estado recebe mais de R$ 3 milhões por mês”, declarou a deputada.

Em outro requerimento aprovado em regime de urgência, a deputada Luana Ribeiro (PR) pede que o Governo construa, em outro local, o presídio previsto para a Fazenda Vale do Akauam, no município de Aparecida do Rio Negro.

Outros sete pedidos que tramitaram em regime de urgência são de autoria dos deputados Freire Júnior (PSDB) que pede a recuperação do trecho da TO-050, entre Natividade e Arraias, Josi Nunes (PMDB) quer a recuperação asfáltica de Gurupi, Stalin Bucar (PR) pede que a Defensoria do Estado acompanhe a situação dos moradores da Vila Detran em Araguaína que receberam notificação de desocupação dos imóveis.

Já Toinho Andrade (PSD) quer a instalação de uma UTI no Hospital Regional de Porto Nacional e a implantação de um centro de hemodiálise na mesma cidade. Zé Roberto (PT) pede a criação de uma comissão de deputados para visitar os municípios com populações atingidas pelas Barragens de Estreito e Marcello Lelis (PV) solicita a compra, pelo Executivo, de um hospital particular de urgência e emergência em Palmas, com o intuito de desafogar o HGP.

Também foram aprovados requerimentos dos deputados Carlão da Saneatins (PSDB), Amália Santana (PT), Osires Damaso (DEM), Raimundo Palito (PP), dos socialistas Eduardo do Dertins e Manoel Queiroz, dos peemedebistas Wilmar do Detran, Eli Borges, Iderval Silva e Josi Nunes, do petebista José Geraldo e de Wanderlei Barbosa (PSB).

Os parlamentares requereram, entre outros, a implantação definitiva pelo governo da sede do Sistema de Operações - Siop -, a recuperação de estradas vicinais em Ponte Alta do Tocantins, Goiatins e Carrasco Bonito e a construção de parques infantis nas cidades de Alvorada, Riachinho, Sivanópolis, Pequizeiro, Nova Olinda, Monte Santo. (Dicom/AL)