Polí­cia

Foto: Divulgação

A Polícia Civil, por intermédio da delegacia de Araguatins após trabalho intensivo de investigação e diligências e com a ajuda da Polícia Militar, prendeu no final da tarde de quinta-feira, 12, João Evangelista de Assunção, de 45 anos e Max Luan Sousa Mendes, de 21 anos, acusados de participarem do crime de roubo de jóias. E nesta sexta-feira, 13, a PC, persistindo ininterruptamente nas diligências, prendeu Hélio Santos Gomes Sousa, de 26 anos, o último participante do assalto.

De acordo com relato da vítima, José Galvão Oliveira, de 52 anos, ele foi abordado emfrente à Escola Municipal Prof. Nair Duarte,por um homem armado com revólver. Ao anunciar o assalto o bandido desferiu-lhe uma coronhada na cabeça, conseguindo roubar uma bolsa contendo várias jóias em ouro, fugindo do local do crime na garupa de uma motocicleta.

Após serem realizadas diligências no sentido de interceptar e prender os criminosos, foi apurado que o roubo foi praticado diretamente por Hélio, mostrando que Max Luan e João participaram indiretamente, na logística da fuga do comparsa, usando a motocicleta.

Ficou apurado ainda, que a vítima teria vendido um anel em ouro para Max Luan, o qual teria repassado todas as informações para os demais. A motocicleta usada na prática do crime é da marca Honda, 150, modelo Fan, cor preta, com placa de Marabá-PA, que foi apreendida e encontra-se no depósito da DP de Araguatins..

Hélio foi preso no Estado do Pará, no município de Brejo Grande do Araguaia, quando pretendia chegar à cidade de Marabá.Com o criminoso foi apreendida a arma do crime, um revólver calibre 38, e recuperadas as jóias que foram roubadas.As jóias foram avaliadas em 80 mil reais.

O três acusados foram autuados em flagrante delito e encontram-se recolhidos na Cadeia Pública de Araguatins, à disposição da Justiça.(Ascom PM)