Cultura

Foto: Divulgação

Em comemoração ao Dia do Índio, a Secretaria Estadual da Cultura (Secult) em parceria com o Serviço Social do Comércio (Sesc) está promovendo uma programação que contempla a exibição do documentário “Hotxua”. Nesta quarta-feira, 18 de abril, às 19h30 acontece em Palmas no Cina e Sesc a première do documentário.

Gravado no Tocantins, o longa faz um registro poético sobre a tribo indígena Krahô, dirigido pela atriz Letícia Sabatella e pelo artista plástico e cenógrafo Gringo Cardia. O documentário estreou nacionalmente no dia 17 de fevereiro e foi amplamente divulgado em diversos canais e veículos de comunicação do Brasil. O evento conta com o apoio do Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae) e Canto das Artes. Em Palmas, a première contará com a presença da diretora Letícia Sabatela.

A dupla de diretores acompanhou o cotidiano dos krahô e registrou o maior e mais importante evento da tribo, a Festa da Batata, que marca a mudança da estação chuvosa para a seca e celebra a fertilidade da tribo. Nessa ocasião, também são realizados vários ritos de passagem, inclusive a oficialização de casamentos entre os nativos.

Distribuído pela Caliban Produções, do cineasta Silvio Tendler, o filme foi vencedor do Prêmio do Júri Popular no Festival de Cuiabá e recebeu o troféu Mapinguari, no FestCine Amazônia, ambos em 2009. No mesmo ano, o filme também foi apresentado no Festival de Toulouse, França.

Sinopse

Registro poético sobre a tribo indígena krahô, um povo sorridente que designa um sacerdote do riso, o hotxuá, para fortalecer e unir o grupo através da alegria, do abraço e da conversa. Acompanhando o dia-a-dia da aldeia no Norte do Brasil, o filme colhe depoimentos dos índios, em sua língua nativa e em português. Eles falam sobre as crenças e o estilo de vida que sustentam e mantém feliz essa sociedade cuja concepção de mundo é o equilíbrio entre forças opostas e o respeito à diversidade. (Ascom Secult)