Cultura

Foto: Divulgação

O cantor pernambucano Geraldo Azevedo encantou o público de Dianópolis com suas canções “Aí que saudade d’ocê”, “Canta coração” e “Dia Branco”, interpretou sucessos do Rei do Baião, Luiz Gonzaga e falou do seu novo trabalho o CD “Salve o São Francisco”, que retrata a importância da preservação dos mananciais de água doce.

Geraldo Azevedo disse que estava feliz por fazer parte de um projeto como a FLIT, que promove a cultura de qualidade para a população tocantinense e dissemina a literatura. Ele frisou o potencial cultural de um país imenso como o Brasil. Geraldo Azevedo lembrou do show que realizou em Taquaruçu, distrito de Palmas e do almoço que teve Genésio Tocantins e outros cantores regionais.

Geraldo Azevedo falou na coletiva com a imprensa, que os veículos de comunicação deveriam ter mais compromisso com a cultura de qualidade, o que não acontece, isso quando ele foi indagado sobre os atuais sucessos que as emissoras de rádio tocam, que são as músicas comerciais, os monólogos, que não tem compromisso com a formação do cidadão.

Várias pessoas prestigiaram o show, eram pessoas de todas as idades, que cantaram e formaram coro com as mais conhecidas canções. Geraldo Azevedo estará na FLIT de Porto Nacional, que será realizada no período de 3 a 5 de maio e em Colinas, no período de 7 a 9 de junho.


A estudante Caroline Povoa, 15 anos, foi uma das jovens que estavam de plantão para conseguir um autografo do cantor. Ela disse que aprendeu a gostar das músicas de Geraldo Azevedo por causa da família, que nos churrascos de final de semana, curtem as canções da MPB.

O jovem Altino Ribeiro não conhecia bem as músicas do Geraldo Azevedo, foi ao show, dançou, cantou e passou a ser fã. “Gostei de mais, foi maravilhoso! Moro em Dianópolis há 11 anos e foi a primeira vez que vi uma movimentação dessa com cultura e arte de qualidade. Mas o que mais gostei, foi assistir as apresentações dos nossos estudantes no Festa – Festival de Artes das Escolas do Tocantins”. (Ascom Seduc)

Por: Redação

Tags: Dianópolis, Flit, Geraldo Azevedo