Estado

Foto: Divulgação

O governador Siqueira Campos recebeu a visita de uma comitiva da Aneel - Agência Nacional de Energia Elétrica liderada pelo diretor Romeu Donizete Rufino. O evento aconteceu na tarde desta última quinta-feira, 3, em seu gabinete no Palácio Araguaia.

O objetivo da visita da comitiva foi apresentar ao governador os termos que serão discutidos durante uma audiência pública que deve ser realizada nesta sexta-feira, 4, com a população de Palmas. “Vamos discutir com a sociedade do Tocantins a revisão da tarifa e os parâmetros de qualidade no oferecimento dos serviços”, explicou Rufino.

Segundo o diretor, as demandas levantadas nessa audiência serão levadas em consideração no desenvolvimento da nova revisão tarifária, o que deve acontecer em junho. Rufino também reconhece que o valor da tarifa no Tocantins tem gerado transtornos para o desenvolvimento do Estado. “A Lei que regula a tarifa é que gera os transtornos sociais, já que ela prevê que a tarifa deve ser capaz de manter a concessionária e isso faz com que alguns Estados saiam perdendo”, destacou o gestor. Rufino relembrou que uma ação ágil do Governo fez com que, no ano de 2011, ao invés de um reajuste de 12%, como era a proposta da concessionária tocantinense, fosse diminuída para 5%.

O governador apresentou as dificuldades aos representantes da Aneel. “Fica difícil a gente querer mudar o quadro da pobreza no Estado tendo a maior tarifa de energia elétrica do País”, explicou Siqueira Campos. Durante a ocasião, Siqueira Campos entregou o projeto de apresentação da cadeia de represas que deve ser implementado no Tocantins. “Nós temos um potencial hídrico muito grande e temos que explorar com a produção de energia, só assim conseguiremos melhorar a nossa cadeia produtiva e, consequentemente, a nossa economia”, completou. (Secom)