Estado

Foto: Divulgação

O Governo do Tocantins lançou na manhã desta quinta-feira, 24, na cidade de Gurupi, o Plano Tocantins Sem Miséria, que trará projetos e ações de melhoria da qualidade de vida para a população de todo o Estado. O lançamento aconteceu no auditório do Centro Cultural Mauro Cunha e contou com a presença de autoridades estaduais, municipais, lideranças da região e também de beneficiários de programas sociais.

Na oportunidade também foi criado o Comitê da Regional composto pelos municípios de Aliança do Tocantins, Alvorada, Araguaçu, Cariri, Crixás, Dueré, Figueirópolis, Formoso do Arguaia, Gurupi, Jaú do Tocantins, Palmeirópolis, Peixe, Sandolândia, São Salvador, São Valério, Sucupira e Talismã. O Comitê Regional deve sugerir propostas para o Plano e monitorar a execução dos projetos na região.

O Plano Tocantins Sem Miséria contemplará as áreas da saúde, educação, habitação e demais políticas básicas de atenção às famílias em situação de vulnerabilidade social, oferecendo oportunidades de capacitação e recebimentos de benefícios como a transferência de crédito alimentar por meio do programa Tocantins Sem Fome.

Para o governador em exercício João Oliveira (PSD), o plano Tocantins Sem Miséria faz parte de uma caminhada que não deve parar. “Este governo veio para cuidar das pessoas, o governador Siqueira Campos está em busca de recursos para garantir mais oportunidades de crescimento para o Estado. O Governo do Tocantins tem trabalhado para garantir à população a dignidade, combatendo o desemprego e a miséria. Nós não olhamos para trás, mas estamos enxergando o futuro, garantindo para todos um Tocantins com justiça social", destacou.

Segundo o prefeito de Gurupi, Alexandre Abdalla (PR), o Plano Tocantins Sem Miséria é a realização de uma longa caminhada. “O governador Siqueira Campos se comprometeu a cuidar das pessoas e ele tem demonstrado que tem trabalhado para isso”.

Durante o lançamento do Plano também foram entregues os cartões Tocantins Sem Fome a 564 famílias de Gurupi cadastradas no Cadastro Único da Assistência Social, que foram selecionadas dentro dos critérios de renda mínima de zero a R$ 70,00. Dona Belindalva Bispo dos Santos, de 40 anos, é uma das contempladas pelo Programa. Ela tem nove filhos, moradora do Setor Nova Fronteira, e é beneficiária do Programa Bolsa Família. O benefício do Tocantins sem Fome vem para complementar a renda da família no acesso à alimentação. “Esse dinheiro vai ajudar muito a minha família”, explicou dona Belindalva.

De acordo com Agimiro Costa, secretário estadual do Trabalho e da Assistência Social, o Plano Tocantins Sem Miséria só terá pleno funcionamento com a parceria e empenho de todos os municípios, organizações não-governamentais e população. “Queremos um Tocantins Sem Miséria, mas para isso precisamos que todos estejam envolvidos nesse processo. A população almeja saúde, educação, moradia e dignidade, de colocar na mesa da sua família uma alimentação adequada. O Tocantins Sem Miséria é uma política de governo, que envolve todas as áreas e que é responsabilidade de todos. E é assim, dando oportunidade para a sociedade, que conseguiremos diminuir a miséria no nosso Estado”, explicou.

O plano Tocantins Sem Miséria será composto por 13 Comitês Regionais e um Comitê Estadual, que articulará as ações, programas e benefícios. Toda a proposta do Plano Estadual está baseado nas orientações do Plano Brasil Sem Miséria lançado pelo Governo Federal para o combate da pobreza extrema. (Assessoria de Imprensa)