Estado

Foto: Cristiano Machado

O Governo do Estado, através da Secretaria e da Fundação Cultural do Tocantins, firmou nesta quinta-feira, 24, em Madrid, mais uma parceria em território espanhol. O acordo de cooperação é com a Fedemur - Federação de Mulheres Rurais da Espanha, a poderosa entidade, com base na Província de La Rioja, detentora na utilização de tecnologia em diversas frentes de atividades e negócios.

O convênio estabelecido pela missão a missão oficial do Tocantins, composta de auxiliares, técnicos do Governo, lideranças políticas e empresariais, liderada pelo governador Siqueira Campos, e a Fedemur, visa a troca de experiência no âmbito de Estados e a transferência da avançada tecnologia, desenvolvida pelo segmento das mulheres espanholas.

Conforme a secretária e presidenta da Fundação Cultural do Estado, Kátia Rocha, integrante da delegação tocantinense, a necessidade do Tocantins ante o interesse de sua população é pela busca de tecnologia que possa contribuir para incentivar as condições de renda e de vida das pessoas. “E quanto a isso a Fedemur é um organismo muito forte na Espanha”, avalia a secretária, vez que a entidade é integrada por 17 federações, 180 associações e 60 mil mulheres filiadas.

Kátia Rocha aponta Arraias e Dianópolis como dois importantes berços da cultura tocantinense para, inicialmente, poder contar com a participação das mulheres espanholas em contribuir não só com as mulheres, como a toda a sociedade. Ela analisa que o momento é bastante propício para que o Tocantins parta com firmeza para valorizar e desenvolver seu potencial no campo da arte, do turismo e de suas tradições étnicas e culturais.

A vinda de mulheres da Federação de Mulheres Rurais da Espanha ao Estado, dentre elas de artistas renomadas do artesanato, a exemplo de Lola Babaladorián (a artesã desenvolve tecnologia de colchas de retalhos) “vai gerar uma expectativa muito grande no trabalho, nos ganhos, renda e na vida de nossas mulheres”, frisa a gestora estadual da cultura.

“Temos a convicção de que a participação destas grandes mulheres espanholas vão elevar o nível do trabalho que nossas mulheres desenvolvem e do produto que fazem no Tocantins, em que elas detêm um IDH (Índice de Desenvolvimento Humano) considerado baixo. É por isso que o governador Siqueira Campos intensifica a atuação na transversalidade, e a cultura não poderia ser diferente quanto à necessidade de podermos nos utilizar da tecnologia”, assegura Kátia Rocha. (Secom)