Cultura

Foto: Divulgação

A “Feirinha da Serra”, localizada na Praça Tarciso Machado, em Taquaruçu, acontece nos finais de semana a partir das 17 horas, com barracas de artesanato, alimentação , produtos da agricultura familiar e apresentações de artistas locais no palco Iramar Rodrigues. A feira é administrada pelo Grupo de Trabalho de Economia Solidária GT Ecosol de Taquaruçu, em parceria com a Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Turismo e Tecnologia.

A gestão do palco é executada pelo Ponto de Cultura Meninos do São João, que já está com a agenda pronta para junho. “Esta ação já é um desdobramento do Ponto, assumimos mais esta demanda para atender o calendário de arte e cultura da feirinha, com intenção de divulgar e difundir as artes cênicas, plásticas e literatura, e ainda ajudar a divulgar os trabalhos dos contemplados nos Editais do Estado de circulação de espetáculos”, explica o cantor e gestor do Ponto de Cultura, Dorivã.

A Ferinha da Serra nasceu da necessidade em expandir a economia solidária, agricultura familiar e a arte-educação, como demandas levantadas pelo Grupo de Trabalho (GT) Ecosol, para isto, contou com a parceria do Ponto de Cultura Meninos do São João, Associação Rural dos Olericultores Mariana e do Grupo de Gastronomia e o de Artesanato do Distrito de Taquaruçu.

Os interessados em difundir sua arte devem procurar a coordenação do Ponto durante a realização da feira para agendar os seus espetáculos.

Ponto de Cultura Meninos do São João

O Ponto de Cultura assiste em média 250 crianças com aulas de violão popular, violão clássico, viola caipira e formação de banda rítmica percussiva, trabalhando a construção de instrumentos, através de materiais recicláveis, com desdobramento para o resgate dos ritmos, cânticos, e cantigas da cultura local, dos reassentados da hidrelétrica Luiz Eduardo Magalhães, hoje, sítio ecológico, São João, Mariana e comunidades do entorno.

O Ponto de Cultura “Meninos do São João” é um dos dez pontos selecionados em Edital público para integrar a Rede Pontos de Cultura de Palmas, do Programa Cultura Viva do Ministério da Cultura, realizado por meio da parceria com a Prefeitura Municipal, via Fundação Cultural de Palmas. O projeto conta ainda com o apoio da Escola Municipal de Tempo Integral Marcos Freire, na zona rural, Associação Rural dos Olericultores Mariana e da coreógrafa, bailarina, produtora e diretora Meire Maria, colaboradora direta.

Programação de Junho

02/06 – Mestre André de Porto Nacional

09/06 – Braguinha Barroso, premiado pelo Edital de Circulação de Espetáculos Nascimento da Rabeca do Governo do Estado

16/06 – Dairo Santos e Júnior Sete Cordas

23/06 – Dorivã

30/06 – Cia de Dança Contágios, com o espetáculo “Sós e Nós”, premiado pelo Edital de Circulação de Espetáculos Fernanda Montenegro do Governo do Estado (Ascom FCP)