Polí­tica

Foto: Arquivo CT Eli Borges afirma que o PMDB está fazendo um trabalho forte de bastidor Eli Borges afirma que o PMDB está fazendo um trabalho forte de bastidor

Ao comentar sobre suas movimentações políticas como pré-candidato do PMDB em Palmas, o deputado estadual Eli Borges foi claro ao dizer que ainda espera o apoio do prefeito de Palmas, Raul Filho (PT). “ Passei quatro anos apoiando o prefeito Raul e o que se espera do prefeito é que haja um exercício de gratidão. Se ele tiver gratidão vai nos apoiar”, afirmou em entrevista ao Conexão Tocantins.

O peemedebista lembrou campanhas eleitorais anteriores quando apoiou Raul Filho e disse que ainda acredita que pode ser o candidato do prefeito. “ Ainda estou acreditando nessa gratidão por uma luta histórica”, completou. Eli não participou de reunião na noite desta quarta-feira, 20, entre o prefeito, lideranças do PMDB e ainda do PR mas garantiu que continua no propósito de manter seu nome na disputa. “ Continuo determinado a manter a candidatura”, frisou.

Segundo Eli uma das maneiras de conseguir o apoio do prefeito é tentar um entendimento com o PT da capital. “ O PT está dividido e estamos buscando o partido. se o PT vem naturalmente o prefeito vem também”, estimou.

Terceira via

Eli, que conversa também com os partidos que formam a terceira via na capital, PP e PSB, não descartou uma escolha por uma composição neste grupo. Sobre o documento formalizando a formação do grupo, Eli diz que poderá estar assinando o compromisso a qualquer momento. “ Podemos estar assinando o documento a qualquer hora. Mais importante do que o documento é a postura que vamos tomar para fazer a discussão em Palmas”, ponderou.

Questionado sobre o critério de viabilidade estabelecido pelos partidos do grupo o peemedebista disse que está trabalhando com determinação para viabilizar seu nome. “ Tudo indica que podemos fazer uma definição oficial por esse grupo”, admitiu.Segundo Eli, a terceira via é uma possibilidade real em fase de conclusão e que pode ser ampliada com a participação de outros partidos.

Viabilidade financeira

Um dos pontos que estaria pesando na escolha do nome de Eli seria também as condições financeiras para arcar com os custos da campanha. Questionado sobre esse assunto o peemedebista disse ao Conexão Tocantins que terá como custear a campanha. “Não tenho duvida de que vamos conseguir uma viabilização financeira decente, honesta e transparente que vai dar para tocar a campanha com visão de respeito ao dinheiro do povo”, frisou.