Polí­cia

Foto: Divulgação

Cinco Policiais Civis, da Secretaria Estadual da Segurança Pública do Tocantins, participaram do curso de formação da Força Nacional de Segurança Pública, que aconteceu no Batalhão Escola de Pronto Emprego em Luziânia (GO). A solenidade de Formatura foi no Ministério da Justiça, em Brasília e contou com a presença do diretor da Força Nacional, Major Alexandro Augusto Aragon e outras autoridades. Agora, os policiais se unirão à equipe que atuará em Alagoas e Rio Grande do Norte.

Desde o ano de 2010, com a necessidade de ter uma polícia de ciclo completo, a Polícia Civil entrou no processo, ficando responsável por ajudar os estados com maior índice de homicídios. Os policiais civis estão voltados para ajudar a cumprir a meta 2 da Enasp - Estratégia Nacional de Justiça e Segurança Pública, na conclusão dos inquéritos de homicídios anteriores a 2007.

Para o policial civil, Ariosvandre Araújo Guimarães Tavares, a oportunidade de servir à Força Nacional representa para ele um reconhecimento às atividades prestadas na Polícia Civil do Tocantins. “A PC me proporcionou uma nova visão de como se fazer polícia. Uma polícia organizada, estruturada, focada na real elucidação dos crimes. Agora, a Força Nacional vai me permitir a
aquisição de uma gama de experiências ímpares, e a formação de uma rede de contatos presente em todo o Brasil”, frisou Ariosvandre.

O curso teve duração de 18 dias e formou 62 policiais civis, entre agentes de polícia, escrivães e delegados. Do Tocantins, se formaram dois escrivães, dois agentes de polícia e um delegado.