Polí­tica

Foto: Divulgação

Na sessão desta quinta-feira, dia 5, os deputados da bancada oposicionista na Assembleia Legislativa do Tocantins fizeram pronunciamentos para expressar apoio à composição partidária formada pelo PMDB e pelo PSDB no pleito municipal de Palmas e na eleição da Mesa Diretora do Parlamento, marcada para a tarde de hoje. No entanto, alegam que a oposição ao Governo continuará.

A motivação das manifestações foi uma resposta aos questionamentos do deputado governista José Bonifácio (PR), que criticou a falta de rumo político do PMDB no processo eleitoral deste ano. “A oposição na Casa acabou”, disse Bonifácio.

Em seu discurso, a deputada Josi Nunes (PMDB) disse que as decisões tomadas pelo partido têm causado algum estresse, mas a posição do PMDB não mudou. “Entendo o mal-estar do Bonifácio, mas ele tem que cobrar posicionamento não do PMDB, mas do Governo do Estado, e da sua base política”.

Ela acrescentou ainda que a situação não representa novidade quanto à ingerência do Executivo na eleição da Mesa Diretora da Casa. “Não há independência do Legislativo no Brasil. A prática é a mesma, sempre foi assim, em todos os governos, com raríssimas exceções”, comentou Josi.

Já o deputado Sargento Aragão (PPS) afirmou que “sobraram” alguns parlamentares oposicionistas. “Mesmo assim é bom lembrar que é natural a participação de deputados da oposição na composição da Mesa Diretora. Isso não impede nosso posicionamento contra ou favor nas votações da Casa”.

Por sua vez, o parlamentar Vilmar do Detran (PMDB) reafirmou que o compromisso do PMDB é com a eleição municipal de Palmas, com o Partido Verde (PV). “Nosso caráter oposicionista ao Governo continua o mesmo”, declarou. Já o deputado Eli Borges (PMDB) disse que o apoio do partido ao candidato a presidente da Assembleia tem como base o consenso entre os parlamentares. (Dicom AL)