Cultura

Foto: Divulgação

A Estação Jovem Campeão da feira Literária Internacional do Tocantins (FLIT) traz como atração que vai matar um pouco da saudade e que vai fazer desabrochar muitas lembranças, Sérgio Malandro, que volta a ter destaque no cenário humorístico em apresentações de stand up.

A apresentação do humorista será nesta segunda-feira, 9 de junho, a partir das 19 horas. Na mesma noite, chamada pela organização da Estação Jovem Campeão como “Noite do Humor” haverá uma apresentação do grupo To Na Comédia. O grupo que é do Tocantins tem se destacado nacionalmente pelas apresentações de Stand Up.

Como todas a programação da Flit, o evento é gratuito e aberto ao público.

Perfil

Aos 56 anos, Sérgio Malandro, pode olhar para trás e analisar uma carreira marcada pelo sucesso e pela consagração. Nascido no dia 12 de Outubro de 1955, ainda morava no bairro da Lagoa, Rio de Janeiro, quando foi descoberto por Silvio Santos, que o colocou em alguns quadros de seu programa dominical..

Com a inauguração do SBT, Malandro passou a participar do programa de auditório O Povo na TV, que era apresentado por Wilton Franco, Wagner Montes, Christina Rocha e Roberto Jefferson, além do próprio Malandro. O humorista obteve grande sucesso nas décadas de 1980 e 1990 com o seu jeito moleque. Foi jurado do programa de auditório Show de Calouros por quase uma década, o que lhe rendeu o Troféu Imprensa em cinco oportunidades.

Ainda no SBT, apresentou o programa infantil Oradukapeta, onde criou sua mais famosa atração, a "Porta dos Desesperados". Neste quadro, os participantes escolhiam entre três portas, sendo que atrás de uma delas havia prêmios (brinquedos, bicicletas, etc) e nas outras havia "monstros" fantasiados. Mallandro ainda perguntava se a criança não queria trocar de porta, ou se não queria ficar com um brinquedo ao invés de abrir a porta. É considerado um ícone da cultura trash no Brasil. Outros quadros famosos foram o goleiro Mallandrovisky e o Super Malandro.

Trocou o SBT pela Rede Globo em 1990. Na nova emissora, apresentou o Show do Malandro após ter participado como aluno do programa Escolinha do Professor Raimundo. Malandro substituiu a amiga Xuxa no Xou da Xuxa em duas oportunidades, durante as férias da apresentadora. Apresentou com a loira o programa semanal Paradão da Xuxa.

A dobradinha se repetiu no cinema, no filme Lua de Cristal, em 1990. Sérgio Malandro ainda protagonizou os filmes Sonho de Verão (1990) e Inspetor Faustão e o Malandro (1991), ambos da Xuxa Produções. Em 1993, saiu da Globo e foi para a CNT, onde passou a apresentar o Tudo por Brinquedo, mas após alguns problemas, no ano seguinte, retornou ao SBT para apresentar o Programa Sérgio Malandro, onde ficou até 1996.

Na Rede Manchete e na TV Gazeta, apresentou os programas Festa do Malandro, Allegria Geral, Muleke Malandro, Gallera do Mallandro e Programa Sérgio Malandro. Seu programa na TV Gazeta causava controvérsia ao exibir a seu lado modelos seminuas (as chamadas "Mallandrinhas") e ao veicular inúmeras pegadinhas entre populares. Algumas dessas pegadinhas foram consideradas homofóbicas. Mas, depois de tirá-las do ar, Sérgio se desculpou em entrevistas com o público GLBT e reconheceu que as pegadinhas não eram de bom gosto. Gravou participação especial no CD da banda de heavy metal fictícia Massacration, formada por seus fãs do grupo humorístico Hermes e Renato. (Assessoria de Imprensa)