Polí­tica

Foto: Ascom Marcelo Lelis Conceito de administração que chega e derruba tudo que antecessor fez é ultrapassado, segundo Lelis Conceito de administração que chega e derruba tudo que antecessor fez é ultrapassado, segundo Lelis

Notadamente candidato desde que foi derrotado para Raul Filho (PT) nas eleições municipais de 2008, o deputado Estadual Marcelo Lelis (PV), líder disparado nas pesquisas de intenção de votos, em visita à redação do site Conexão Tocantins na tarde desta terça-feira, 10, comentou sobre parte de suas propostas para a campanha eleitoral deste ano. Para o deputado, Palmas se aproxima do modelo ideal de desenvolvimento urbano e social, com maior independência do poder público.

Na entrevista o deputado defendeu uma parceria, caso venha se eleger, entre a Prefeitura e o governo do Estado para a viabilização de obras de infraestrutura. Mesmo com o empresariado forte, Lelis ainda destaca a importância de bom relacionamento entre as duas esferas de poder. O candidato destacou, por exemplo gestões municipais anteriores que tornaram possível a urbanização da capital. “Na gestão do doutor Odir (Rocha, ex-prefeito), da prefeita Nilmar (Ruiz), conseguimos asfaltar diversas ruas da cidade, trazer iluminação pública, fazer as galerias de águas pluviais”, completou.

O deputado frisou, contudo, que o ideal para um crescimento mais acelerado da capital, ainda é o fortalecimento da classe empresarial, que traz investimentos e geração de emprego e renda. Além disto, com a classe empresarial forte, o desenvolvimento municipal será mais independente do poder público. “Por muito tempo a gente ficou imaginando quando Palmas iria quebrar esta dependência da prefeitura e do governo. Esta dependência está sendo quebrada. O empresariado está tomando conta de Palmas”, disse.

O deputado destacou a chegada dos grandes supermercados, a construção do Capim Dourado Shopping e a forma como estes eventos não afetou os pequenos empresários de Palmas. Para ele, a tendência é que mesmo os menores sejam fortalecidos.

Ferrovia Norte-Sul

Um dos principais fatores para o ‘boom’ econômico de Palmas, certamente é a construção da Ferrovia Norte-Sul e de seu pátio Multimodal na divisa entre Palmas, Paraiso e Porto Nacional. Para o deputado, a capital do Tocantins deverá assumir o papel de fomentador da prestação de serviços para as grandes empresas que deverão chegar até o pátio, como a exemplo da Petrobras. “Nós visitamos as obras da plataforma da Ferrovia Norte-Sul. É a única plataforma multimodal que enquadra tudo. Grãos, minério, manufaturas, tudo. Só a Petrobras, maior empresa que vem, vai trazer 40 subnegócios. E quem vai oferecer estes subnegócios”, explicou.

Para incentivar o empresariado a investir no Estado, a proposta do deputado é a redução da burocracia que tem afastado a classe dos investimentos no Tocantins. “Quantas vezes o empresariado chega querendo trazer investimentos para Palmas e é barrado na burocracia?”, questionou.

Educação e reconhecimento

Em sua entrevista, o deputado reconheceu os méritos da atual gestão, principalmente no que diz respeito à educação. Para Lelis a meta será manter a política educacional, mas incrementada de novas ideias. “Vamos reconhecer sem nenhum problema que houveram avanços significativos. Aquele conceito de administração que você chega e derruba tudo o que seu antecessor fez é ultrapassado. Reconhecer avanços e continuar avançando. São 3 Escolas de Tempo Integral funcionando e mais uma em construção. É possível fazer mais. As Cemeis que são modelos modernos de creches podem ser ampliadas e melhoradas”, frisou.

Bancada federal

Para conseguir viabilizar as mudanças que planeja, Lelis deverá contar com uma bancada federal robusta e fortalecida com praticamente todos os deputados federais e senadores do Tocantins. Em sua base no senado estão Kátia Abreu (PSD) e Vicentinho Alves (PR) e na Câmara ele conta com cinco dos oito deputados. “Nós temos dois senadores na base da presidente Dilma, temos alguns deputados federais, o PV não é oposição à presidente Dilma. Estamos trabalhando para fazer este casamento. Área de segurança, apesar de ser um setor estadual, vamos desenvolver um trabalho também”, completou.