Polí­tica

Foto: Divulgação
 

O candidato a prefeito de Palmas pela coligação “Um novo caminho é possível”, Carlos Amastha (PP) que tem como candidato a vice o deputado estadual Sargento Aragão (PPS) comemorou os resultados das últimas pesquisas divulgadas na capital. “Ficou claro que é necessário um projeto sério e de mudanças para nossa Capital. O povo está enxergando que é possível fazer uma política diferente desta que é feita no Estado há mais de 20 anos”, destacou Amastha que ainda completou: “Só tenho que agradecer ao povo palmense pela confiança que estão depositando na gente”.

Em junho deste ano, uma pesquisa realizada pelo Ibope (Instituto Brasileiro de Opinião Pública e Estatísticas) indicou que o candidato Carlos Amastha tinha apenas 1% das intenções de votos da população. Já na pesquisa publicada nesta quinta-feira, 16, de agosto, e também realizada pelo Ibope, o progressista registrou 11% das intenções em terceiro lugar. Dentro da margem de erro (quatro para mais ou para menos) Amastha e Luana Ribeiro (PR) (13%) configuram um empate técnico na segunda posição.  

Carlos Amastha não parou de subir nas pesquisas, foi o que mostrou a o Instituto Stylo onde o candidato registrou um crescimento de 6% com relação ao último dado publicado no início deste mês. Amastha tinha 16% e agora aparece em segundo lugar com 22,86%, oito pontos percentuais a frente de Luana Ribeiro.

O candidato ratifica que a mudança está clara para a população e as pesquisas não deixam ele mentir. “Isto é o reflexo de uma nova forma de administrar e planejar o desenvolvimento de uma cidade. Já ultrapassamos uma das grandes forças políticas e o cenário começa a se desenhar com sintonia de mudança. Vamos continuar na luta por uma Palmas melhor”, afirmou Amastha.

O deputado e candidato a vice de Amastha, Sargento Aragão (PPS), também comemorou o crescimento apontado pelas pesquisas. “Todos nós sabemos que a população está cansada desse coronelismo e da mesmice que acontece na política de Palmas. Estamos mostrando nossa força junto do povo e vamos provar que um novo caminho é possível”, ressaltou Aragão.