Polí­tica

Foto: Divulgação

A falta de investimentos em qualificação profissional e cursos de geração de renda foi a principal demanda levantada pelas mulheres da região norte de Palmas, durante reunião realizada no fim da tarde desta terça-feira, 28, com Glô Amastha, esposa do candidato a prefeito de Palmas, Carlos Amastha (PP), na sede do Comitê “Casa do Povo”, na 305 Norte.

A jovem Melry Rose, de 23 anos, está desempregada há quatro meses e não tem condições financeiras de custear um curso que a qualifique para o mercado de trabalho. “Quando procuro um emprego as pessoas pedem cursos que eu não tenho. Não só eu, como muitas mulheres só querem ter um bom trabalho, só queremos que a prefeitura invista nisso”, destacou.

Além da qualificação, a costureira Lucivânia Chaves destaca que a gestão municipal deveria investir nos pequenos empreendedores. “Ao invés da prefeitura confeccionar os uniformes dos alunos das escolas aqui em Palmas, e assim ajudar pessoas como eu que batalham todos os dias para construir essa cidade, eles preferem contratar empresas de fora”.

Glô Amastha destacou que essa demanda já está inserida no plano de governo de Carlos Amastha. “O plano de governo contempla a criação de ações específicas com foco na geração de renda com estímulo  ao empreendedorismo local, promovendo a geração de empregos”, pontuou. (Assessoria de Imprensa)