Polí­tica

Foto: Divulgação

A deputada federal Dorinha Seabra Rezende (DEM) participou na quarta-feira, 29, do XIX Fórum Brasil-Europa, na Câmara Federal. Na oportunidade, a parlamentar palestrou sobre “Como promover maior qualidade à Educação”.

Dentre os assuntos abordados, a deputada falou que a educação brasileira do século XXI tem grandes desafios; garantir dos 10% do Produto Interno Bruto para a área, promover e garantir a qualificação e valorização docente para melhorar o nível do ensino público.

“O desafio do Brasil é da qualidade e do direito de aprender, seja em qualquer lugar do país, oferecer conhecimento necessário para que a criança e o jovem possam prosseguir na escolarização. Temos o desafio de construir os direitos e expectativas de aprendizagem, para que cada criança saiba o que realmente deve aprender nas respectivas séries”, pontuou.

A parlamentar falou ainda que, em algumas áreas da educação, há uma superposição de papeis, onde os municípios cuidam da educação infantil, a responsabilidade do ensino fundamental é dividida pelos estados e municípios e a União da educação superior.

Dorinha reforçou sobre a falta de atratividade da carreira docente para garantir que bons alunos se tornem bons professores, lembrou ainda que, nas avaliações nacionais, a educação pública pouco avançou, e que os países com notas altas em avaliações internacionais tratam a educação como assunto central, dando continuidade às políticas públicas educacionais independente da gestão.

Sobre o Plano Nacional de Educação (PNE), a deputada disse que há a tentativa de construir um sistema educacional integrado, com um planejamento desde a creche à pós-graduação, visando melhorar a qualidade. Além disso, o PNE traça metas de valorização do professor, seja em relação a salário como qualificação.

“A formação profissional está longe de preparar o professor para a escola concreta e os estudantes não querem entrar na carreira docente. É preciso redefinir esse processo. Nós não vamos conseguir nenhum sistema de qualidade, se a formação e a valorização do professor não forem os temas centrais de qualquer sistema de educação. Um país que sequer consegue pagar o piso salarial, não pode dizer que a educação é prioridade. A valorização docente é o principal ponto em qualquer país”, afirmou.

Sobre o Fórum

O Fórum Brasil-Europa é um evento internacional idealizado pela Fundação Konrad Adenauer e organizado em parceria com a Câmara dos Deputados com o objetivo de prover informações sobre o processo de integração europeu e o desenvolvimento institucional da União Europeia. Dessa maneira, busca-se sempre fomentar o diálogo acerca de temas específicos que recorram a questões bilaterais, fortalecendo a parceria entre a União Europeia, o Brasil e o Mercosul.

Parlamentares participam, nesta semana, do “19º Fórum Brasil-Europa – Migração no século XXI: desafios e oportunidades”, no qual serão discutidos os principais problemas políticos, sociais, econômicos e ambientais para a construção de uma agenda comum entre o Brasil e a União Europeia.

Entre outros palestrantes, presentes o senador Cristóvão Buarque, os deputados alemães Axel Knoerig e Peter Weiss; o integrante da Comissão de Relações Exteriores e de Defesa Nacional, deputado Antonio Carlos Mendes Thame (PSDB-SP); o presidente do Grupo Parlamentar Brasil-União Europeia, deputado Sebastião Bala Rocha (PDT-AP; a embaixadora da UE no Brasil, a portuguesa Ana Paula Zacarias e o representante da Fundação Konrad Adenauer no Brasil, Peter Fischer-Bollin. (Ascom Dorinha Seabra)