Cultura

Foto: Divulgação

A artista plástica e educadora da arte Marina Boaventura realiza o vernissage da exposição de arte contemporânea “Malas e Mistérios” na próxima sexta-feira, 31, às 19 horas no Centro Cultural Mauro Cunha, em Gurupi. A exposição estará aberta para visitação até 10 de setembro e depois circulará por mais duas cidades tocantinenses, Porto Nacional, 14 a 23 de setembro e Paraíso de 27 a 7 de outubro.

Segundo Marina Boaventura a exposição foi inspirada em suas memórias e vivências e a partir delas cria sua poética povoada de elementos da iconografia religiosa kitsch, do sincretismo religioso, do sagrado e do profano.  “Em uma poética visual garimpei imagens e objetos dos universos sagrado e profano, como santinhos, hóstias, cálices, espelhos, souvenires, especiarias, gamelas, sombrinhas, malas antigas de compensado, e criei interferências através de assemblagens.”

As obras foram realizadas com a técnica assemblage, um termo francês para descrever trabalhos que são baseados no princípio que todo e qualquer material pode ser incorporado/colado a uma obra de arte. Durante a exposição a artista desenvolverá ainda uma oficina com os artistas locais e pessoas interessadas em arte. A oficina será sobre a poética da assemblage na arte contemporânea, visando o conhecimento e a aplicação da técnica na arte.

A artista teve seu projeto contemplado pela Secretaria Estadual da Cultura do Tocantins – Secult e Fundação Cultural do Tocantins – Funcult no edital Prêmio Mauro Cunha 2011, de Apoio à Circulação de Exposições.

Artista

Marina Boaventura já representou o estado em várias exposições pelo Brasil e exterior. Residente em Palmas há uma década, a mineira Marina tornou-se um grande nome das artes em nosso estado pela qualidade do seu trabalho artístico. A artista  é formada em artes plásticas e especialista em artes visuais e filosofia. (Assessoria de Imprensa)