Cultura

Foto: Divulgação

Com o tema “Sotaques do Fole”, o programa Sonora Brasil está levando por todo o País o som e ritmo do fole e da sanfona. Em setembro, é a vez do Sesc Palmas receber Gilberto Monteiro e grupo. A apresentação será no dia 11, terça-feira, às 20h. Os ingressos podem ser adquiridos com uma hora de antecedência, na bilheteria do teatro. Os valores variam entre R$ 2 e R$ 4.

Gilberto Monteiro, Eduardo Cantero e Fernando Gorrie vão tocar vaneras, vanerões, chamamés, chamarritas, contra-passos, xotes, bugios, milongas e rancheiras ao som de gaita-ponto (ou sanfona de oitos baixos), violão e percussão.

A gaita-ponto, que produz uma sonoridade ímpar, é uma marca da cultura sulista e será bem conduzida pelo grupo. Conhecida no sul do Brasil como gaita-ponto, gaita de duas conversas ou acordeona de oito baixos, a gaita sulista funciona pelo sistema chamado de “voz trocada”, onde cada botão gera dois sons distintos, dependendo da direção do movimento no fole, o que a diferencia do acordeão de teclado, em que cada tecla ou botão corresponde a uma única nota, independentemente do movimento do fole.

Diferentemente do instrumento utilizado no nordeste do país, a gaita sulista de oito baixos e duas carreiras é eminentemente diatônica, influenciando a música tradicional gaúcha. Sonoro, resistente à umidade, fácil de conduzir, capaz de animar toda uma sala de baile, impõe-se como instrumento solista, substituto da rabeca e da viola em temas musicais que acompanham as danças tradicionais gaúchas.

A apresentação de Gilberto Monteiro e Grupo será na próxima terça-feira, 11, às 20h, no Teatro Sesc Palmas. Os ingressos, que custam R$ 2 para comerciários e R$ 4 para usuários, são limitados e estarão à venda a partir das 19h na bilheteria do teatro.