Economia

Foto: Divulgação

O Tribunal do Superior do Trabalho (TST) determinou nesta quinta-feira, 27, o encerramento da greve e o retorno imediato ao trabalho nos Correios a partir da zero hora desta sexta-feira, 28. Hoje, 90% dos 120 mil empregados trabalharam normalmente -11.825 empregados aderiram à paralisação.

No julgamento do dissídio, os ministros do TST aprovaram reajuste de 6,5% para salários e benefícios, retroativo a agosto. Quanto aos dias parados, foi determinado que sejam compensados ou, caso haja recusa, descontados. Se as entidades sindicais não cumprirem a data de retorno estipulada, será aplicada multa de R$ 20 mil/dia.

A estimativa da empresa é normalizar a entrega com a realização de mutirão no próximo fim de semana (dias 29 e 30). Da carga dos últimos seis dias de paralisação, 89,8% foi entregue no prazo, o que equivale a 191,3 milhões de cartas e encomendas.

Os Correios pedem desculpas pelos eventuais transtornos que possam ter ocorrido e agradecem a confiança da população brasileira. (Ascom Correios)