Estado

Foto: Divulgação

Dentro do cronograma e atendendo todas as exigências necessárias, o Tribunal de Justiça do Tocantins (TJTO) conclui, nesta segunda-feira (1º/10), a instalação do sistema de virtualização de processos (e-Proc/TJTO), convênio TRF4, em todas as 42 comarcas do Estado. O projeto, um dos principais iniciados em 2011, será finalizado em Araguaina, última comarca que receberá o sistema. 

A comemoração não é apenas de servidores e magistrados que trabalham na Justiça. A população em geral também ganha, uma vez que poderá contar com agilidade, segurança e transparência na prestação jurisdicional. Por meio do e-Proc/TJTO, qualquer pessoa interessada é capaz de acompanhar o andamento de um processo, sem burocracia. 

Para os desembargadores e juízes, os benefícios se apresentaram desde a instalação do sistema em Palmas, primeira comarca a recebê-lo. Em todas as comarcas, o sistema virtual eliminou o uso de papel. Com isso, no decorrer dos julgamentos, os processos são analisados na tela do computador, pela internet, o que confere celeridade, economia e promove a preservação ambiental. Além disso, o e-Proc possibilita acompanhamento simultâneo por todas as partes envolvidas no ajuizamento de um processo. 

Benefícios 

Com o e-Proc, todos os processos tramitam virtualmente, por meio da internet. Isso faz com que uma decisão seja aplicada em um processo de maneira imediata e sem necessidade de deslocamento geográfico. Dessa maneira, evitam-se gastos com diárias, viagens e correios. Também se economiza tempo. O sistema ainda reduz a utilização de papel, o que contribui para o desenvolvimento sustentável. 

Conclusão em dia 

Conforme programado, a implantação do sistema começou pela Comarca de Palmas, em junho do ano passado. Depois, a virtualização foi dividida por entrâncias, começando com as Comarcas de 1ª, depois passando para as de 2ª e finalizando com as de 3ª entrância. Em Araguaína, o e-Proc/TJTO está sendo implantado em 1º de outubro, concluindo o processo de virtualização no Tocantins. 

Investimentos 

Para expandir a instalação do sistema toda infraestrutura dos Fóruns foi renovada, Varas, Secretarias e Tribunais do Tocantins. Foram inseridos equipamentos de informática em todas as unidades judiciárias e cerca de 700 servidores treinados. A implantação do e-Proc também envolveu todo o sistema de Justiça, inclusive o Ministério Público, a Defensoria Pública, OAB, Procuradoria do Estado, e a Segurança Pública. 
Durante a instalação do sistema, foram adquiridos 2200 nobreaks, 600 estabilizadores, 220 impressoras multifuncionais, 150 notebooks, 625 scanner, 1300 monitores duplos, 1600 computadores, 150 kits multimídia para gravação de audiências (mesa de som, microfones câmeras portáteis) e mais de 2000 licenças de antivírus. Também foi adquirida solução de segurança (firewall) para o centro de processamento e para as comarcas, além de solução de armazenamento e gerenciamento. (Ascom TJ)

Por: Redação

Tags: E-Proc, Tribunal de Justiça