Polí­cia

Foto: Divulgação

A Polícia Civil, por intermédio da Delegacia de Goiatins, autuou em flagrante na tarde de segunda-feira, 01, pelo crime de falsificação de documento público e falsidade ideológica, o funcionário público municipal, Reginaldo Lopes da Silva.

 Segundo informações do delegado Titular da DP de Goiatins, Wilson Oliveira Cabral Júnior, no dia 13 de Setembro do ano corrente, o autuado Reginaldo Lopes tentou forjar uma procuração no cartório da cidade de Barra do Ouro – TO, apresentando uma carteira de identidade falsificada em nome de Inez Maria Gomes Ferreira, onde o mesmo havia inserido a foto de Maria José Morais de Lima, sua cúmplice na ação criminosa.

 Ainda de acordo com a autoridade policial, o acusado confessou ter recebido o documento falsificado de uma pessoa conhecida pelo apelido de “Caju”, que reside na cidade de Palmas. Reginaldo disse ainda que Caju lhe pagou R$ 1.000,00 para que ele arrumasse a foto de alguém e recrutasse essa pessoa com a finalidade de forjar uma procuração no cartório de Barra do Ouro com o objetivo de revender lotes na cidade de Palmas – TO. O autuado também afirmou que recebeu o RG pronto das mãos de Caju e que pagou a quantia de 300 Reais à Maria José Morais Lima para que esta se passasse pela verdadeira dona da identidade.

 Após ser conduzido à delegacia de Goiatins por agentes da polícia civil, com apoio da Polícia Militar, Reginaldo Lopes da Silva foi autuado em flagrante por falsificação de documento público e falsidade ideológica, crimes previstos nos Art. 297 e 299 respectivamente do Código Penal Brasileiro. Após os trâmites legais, o autuado foi encaminhado à carceragem da Casa de Prisão Provisória de Araguaína - CPPA, onde  permanecerá à disposição do poder judiciário.

 De acordo com o delegado responsável pelo caso, as investigações serão intensificadas com o objetivo de localizar e prender o mais rapidamente possível, Maria José Morais Lima, cúmplice de Reginaldo na ação criminosa e que se encontra foragida.  (Com informações da Assessoria)