Campo

Foto: Fabiola Dias

Encerra nesta quarta-feira, 10, o prazo para colheita de soja nas Várzeas Tropicais, composta pelos municípios de Lagoa da Confusão, Cristalândia, Dueré, Pium e Formoso do Araguaia. A partir desta data, as equipes da Adapec – Agência de Defesa Agropecuária farão vistoria in loco para averiguar o cumprimento das normas. Nesta área, o plantio de soja é destinado à pesquisa científica e de produção de semente genética, onde a Ferrugem Asiática é devidamente monitorada e controlada.

De acordo com o diretor de Defesa, Inspeção e Sanidade Vegetal da Adapec, Luís Henrique Michelin, todo o processo desde o plantio, que iniciou em maio, foi conduzido pelos sojicultores da melhor forma possível. “O andamento das ações está dentro do planejado, restando apenas 2% da área a ser colhida. O clima ajudou, pois não houve antecipação do período chuvoso e a qualidade das sementes foi preservada”, disse.

Este ano, foram registrados apenas 05 focos de ferrugem asiática em toda a área plantada. “O produtor rural foi notificado e imediatamente todas as providências foram tomadas para o controle e combate à praga”, disse o coordenador de Defesa Vegetal da Adapec, Geroilton Ribeiro acrescentando que a área plantada de soja alcançou 35.106,69 hectares e a produção estimada é de 87.766,72 toneladas de sementes.

O sojicultor que deixar de cumprir as normas previstas na legislação estadual e federal será notificado e multado, podendo ser enquadrado na lei de crimes ambientais.

Referência Nacional

O trabalho de controle e combate a ferrugem asiática desenvolvido nas Várzeas Tropicais do Tocantins tem respaldo científico, por isso, a Adapec em parceria com a Faculdade Católica do Tocantins levará o modelo para apresentar em congressos nacionais ligados ao setor, para servir de referencial.

De acordo com o analista do Núcleo de Transferência de Tecnologia - Embrapa Arroz e Feijão, Carlos Matins Santiago, a cultura da Soja encontrou nesse ambiente tropical, uma ótima oportunidade no que diz respeito à produção de sementes, que são transportadas para atender a outras regiões brasileiras. “Chegando até elas, sementes de boa qualidade e recém colhidas, com ótimo vigor e germinação”, disse.

Ferrugem da Soja

Também conhecida também como Ferrugem Asiática, a ferrugem da soja é causada pelo fungo (Phakosorapachyrhizi). A praga dissemina rapidamente entre as plantações, através do vento. Os maiores prejuízos causados é a redução da produtividade, já que causa desfolha precoce nas plantas, impedindo que os grãos de soja se formem completamente. (Ascom Adapec)