Economia

Foto: Kleiber Arantes

Impulsionado pelo desempenho da produção agropecuária, o Tocantins vem registrando crescimento na receita de exportação. Em um comparativo com os primeiros oito meses do ano de 2011, o Estado registrou, segundo o Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, um superávit de 13% no acumulado, neste ano de 2012.

De acordo com os dados do Ministério, entre janeiro e agosto de 2011, o Tocantins havia registrado um total de US$ 368.271.136. Já no mesmo período de 2012, o acumulado, foi de US$ 416.253.283. Principais propulsores dos índices de exportação, a soja e a carne contribuíram, juntas, com mais de 95% dos produtos enviados do Tocantins para fora do Brasil. Do valor total exportado, os grãos renderam cerca de US$ 305,1 milhões e as carnes processadas (congeladas e frescas), em torno de US$ 97 milhões, em 2012.

A perspectiva é que estes números cresçam, principalmente porque a expectativa para a safra de 2012/2013 é de que haja aumento na área plantada de soja. Segundo o coordenador de Desenvolvimento Vegetal da Seagro – Secretaria Estadual da Agricultura, da Pecuária e do Desenvolvimento Agrário, José Américo Vasconcelos, dados da Conab – Companhia Nacional de Abastecimento e IBGE – Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística apontam uma estimativa de que a área plantada com o grão no Tocantins aumente em cerca de 20% para a próxima safra.

Ao todo, o Ministério do Comércio Exterior aponta 36 empresas como sendo as principais exportadoras com sede no Tocantins. Destas, algumas se destacaram pelo desempenho nas exportações. A Bunge Alimentos, com cerca de 28% das exportações no Tocantins é a líder no ranking das empresas que vendem para o exterior. Logo abaixo, a Minerva S/A exportou 16,24%, seguida por ABC Indústria e Comércio, com 11,03% e Cargill com 10,93% do total exportado.

Ainda de acordo com os dados do setor de estatística do Ministério do Comércio Exterior, os principais mercados do Tocantins são países da Europa e da Ásia, além do Oriente Médio. Nações como a China, Vietnã, Espanha e Rússia recebem cerca de 50% de toda a produção tocantinense enviada ao exterior. Ao todo, a Ásia comprou, somente em 2012, mais de US$ 170 milhões e a União Europeia, cerca de US$ 131,3 milhões. (Ascom Seagro)